Que o meu cansaço a outros descansem

0
cansaço

Escute aqui a transcrição dessa matéria

“Cansaço”, mais que uma palavra muito usada nos dias atuais é uma realidade muito comum na vida de todo ser humano.

Na realidade em que vivemos hoje, estamos constantemente correndo para dar conta das nossas obrigações profissionais e particulares. Nossa vida em geral é extremamente agitada em todas as realidades, seja um trabalhador comum, médico, artista, atleta, estudante, uma dona de casa, um voluntário ou Missionário, ninguém escapa.

Podemos buscar alternativas para descansar, como: um passeio curto ou uma viagem mais longa, dormir por algumas horas à tarde em um final de semana, ir ao cinema, almoçar na casa de um parente ou amigo, buscar uma promoção no trabalho para trabalhar menos e ficar mais tranquilo financeiramente, um acampamento com os jovens em um campo bem arejado e bonito, … Porém, raramente conseguimos descansar nessas alternativas e o resultado muitas vezes é mais cansaço, por que criamos expectativas que não são alcançadas diante dos imprevistos que acontecem no caminho ou diante das necessidades que se apresentam, por exemplo: durante um passeio fura o pneu do carro ou em uma viagem fora da cidade ou país o filho fica doente, para comprar o ingresso no cinema tem que enfrentar uma fila enorme, à tarde de domingo reservada para dormir é interrompida pelo som alto do vizinho, durante um almoço entre família e amigos, começa uma discussão, no whatsapp constantemente chega mensagens dos funcionários que estão sobre sua supervisão, em um acampamento algumas pessoas começam a ter alergia e não conseguem dormir à noite, enfim… Diante de tantos imprevistos na busca de descanso a recompensa aparentemente é o cansaço, então o que fazer?

Encontrando sentido no cansaço

Sou de uma Comunidade de missionários onde entregamos nossas vidas a Deus trabalhando exclusivamente para o Reino de Deus. Temos também uma vida muito agitada e cheia de compromissos, responsabilidades e imprevistos como de qualquer pessoa no mundo, entretanto, fazemos constantemente a experiência de encontrar o sentido desses nossos trabalhos em Deus. Entregamos nosso cansaço e agitação nos braços de Jesus e Ele nos dá como recompensa o descanso de que necessitamos: “Descanso de Espírito”: “Vinde a Mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e Eu vos aliviarei. Tomai Meu jugo sobre vós e recebei Minha doutrina, porque Eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque Meu jugo é suave e Meu peso é leve.” (Mateus 11, 28 -30).

O sentido do cansaço está na experiência com Deus. Ele é o nosso descanso, pois como missionários doamos a nossa vida para o bem do próximo. Nosso trabalho cotidiano é cansativo, contudo, a nossa alegria em sermos canais do amor de Jesus na vida das pessoas para que sejam libertas da prisão, do jugo do Demônio, traz uma alegria enorme em nosso coração e diante dessa experiência, mesmo que estejamos cansados fisicamente, a nossa alma descansa, a nossa energia é restaurada, o ânimo refeito, porque acreditamos na Missão que Jesus nos confiou por amor aos filhos de Deus.

“Jesus percorria todas as cidades e aldeias. Ensinava nas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo mal e toda enfermidade. Vendo a multidão, ficou tomado de compaixão, porque estava enfraquecida e abatida como ovelhas sem pastor. Disse, então, aos seus discípulos: “A messe é grande, mas os operários são poucos.” (Mateus 9, 35-37)

Somos poucos operários mais acreditamos na graça que portamos, para que pessoas como você, caro leitor, encontre sentido em suas responsabilidades e lutas cotidianas. Saiba que existem pessoas que abriram mão de seus próprios interesses para estar mais perto de Jesus e rezar, interceder e encontrar sentido no trabalho por você. Quando entendemos que nossa vida está toda voltada à doação ao outro, ao dom de si, “por pura misericórdia de Deus e não por nossos próprios méritos”, nos tornamos canais da graça de Deus na libertação de tantas escravidões na vida das pessoas, escravidões essas que muitas vezes elas nem mesmo tem conhecimento.

Do Cansaço ao Descanso           

Em Mateus 9, 38, Jesus diz aos discípulos: “Pedi, pois, ao Senhor da messe que envie operários para sua messe.” Acredito que, da mesma maneira que Jesus disse isso aos Discípulos e a mim, Ele também fala a você. Você é um operário de Deus e também pode estar sendo chamado a deixar tudo para ser um Missionário exclusivo para a obra de Deus ou simplesmente chamado a ofertar toda sua rotina e imprevistos cotidianos nas mãos Dele fazendo tudo por “amor” ao próximo. O próximo da sua casa, faculdade, trabalho, igreja, clube, etc. Vivendo assim, você vai continuar passando pelo cansaço físico, porque somos limitados por natureza, porém poderá com certeza levar o descanso ao outro mais necessitado e como recompensa da sua doação, experimentará o verdadeiro descaso que precisa: “O Descanso de Espírito”.

Creivânia Soares da Silva
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

três × cinco =