Renúncia Bento XVI

0

Hoje recebemos a triste notícia da renúncia de nosso querido Papa. Sentimos-nos assim porque amamos muito Bento XVI e porque aprendemos muitas coisas com ele. Vem uma sensação de abandono e outra, talvez, de que ele poderia ir até o fim, como fez João Paulo II.

Nessa hora temos que levantar os nossos olhos da fé e elevar nossos corações a Deus. Amamos, sim, esse Papa, mas somos seguidores de Pedro, e cremos no Espírito que dispensa o sublime ministério petrino a um homem que no devido tempo guia a Igreja. Não seguimos homens; e não esperamos nas circunstâncias humanas, mas cremos na Palavra de Cristo que diz Estarei convosco todos os dias até a consumação dos tempos”. Mt 28,20 Ele continuará conosco através de Pedro.

Bento XVI foi fraco porque deveria ir até o fim, como fez João Paulo II? Penso que somente ele pode discernir os caminhos do Senhor para a missão dele. A um, Cristo pediu o martírio de ir até o fim; a outro, Cristo pede a grandeza e a humildade de renunciar, para que outro, forte em saúde, governe a barca de Pedro em tempos tão desafiadores.

Cadastre-se grátis e receba todas as novidades do site por e-mail

O futuro? O mesmo Espírito que guiou a Igreja até aqui continuará guiando. Penso que, em meio aos sentimentos de tristeza por todo afeto que temos por esse amantíssimo Bento XVI, é hora de dizer com Paulo: Mas não me queixo não. Sei em quem pus a minha confiança, e estou certo de que é assaz poderoso para guardar meu depósito até aquele dia” 2Tm 1,12

André Luis Botelho de Andrade
Fundador e Moderador da Comunidade Pantokrator 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

dezenove − 17 =