Ressureição no Cotidiano

0
ressurreição

É Páscoa! Celebramos a Ressurreição de Cristo! Não simplesmente o retorno de um corpo morto à vida, mas sim, a vitória definitiva sobre o pecado humano por um Deus feito homem.

1Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, 2onde está Cristo, sentado à direita de Deus; aspirai às coisas celestes e não às coisas terrestres. 3Pois vós morrestes, e a vossa vida está escondida, com Cristo, em Deus. (Colossenses 3)

A morte não tem mais poder sobre nós, pois Cristo recapitulou o mundo consigo para o Pai através de Sua obediência amorosa. Não há amor maior, não há melhor acontecimento na vida dos homens que esse ato de Deus, que os amou tanto que enviou o Seu único Filho para trazê-los de volta para junto de Si. (Cf. João 3, 16)

Cristo abriu-nos a porta do céu através de Sua Paixão, Morte e Ressurreição e devolveu-nos a vida da graça para a qual originalmente fomos criados. Fomos criados à imagem e semelhança de Deus, para a vida Dele e Cristo retomou-nos esse direito e nos inseriu de volta na vida de Deus. Morremos com Ele e ressuscitamos com Ele!

É preciso nunca nos esquecer dessa verdade e mais do que isso, é necessário permanecer nessa verdade. É fato imutável que Cristo está ressuscitado em nosso meio, mas saber disso não basta. É necessário crer nessa verdade e atualizá-la todos os dias em nossa vida, com a própria força da ressurreição do Senhor.

Cristo venceu o mal para sempre, mas dentro de nós existem as tendências ao mal. Nossa carne continua ferida com as concupiscências mesmo livres do jugo pecado, ou seja, estaremos prestes a pecar caso não sejamos tomados pela graça da vida de Deus em nós.

O efeito da Ressurreição

Isso significa que a ressurreição só tem efeito dentro de nós quando lutamos contra nossas tendências, nos esforçamos para escolher o que é bom, belo e verdadeiro, aquilo que Deus deseja para nós. Não podemos achar que Cristo já fez tudo e pronto, enquanto nós temos a nossa parte a ser feita, pois Ele mesmo nos deixou o poder da escolha. É preciso estar disposto a morrer para si mesmo a fim de se tornar mais parecido com Cristo, deixando a vida velha para trás.

Esse esforço precisa acontecer 24horas por dia, pois a todo instante somos confrontados a realizar escolhas. Podemos escolher agir com a direção do Espírito de Deus ou podemos agir conforme nossas vaidades, nossas vontades e destemperos. Muitas vezes a segunda opção nos parece mais fácil e pronta, porque não temos força para dominar nossas tendências.

Um exemplo que te dou: buscar a humildade quando sabe-se orgulhoso só será possível quando em uma situação de humilhação optar-se livremente em ser humilhado para domar sua tendência ao orgulho. E assim por diante.

A força para viver isso vem do alto, porque sozinhos jamais poderemos vencer nada. É assim que a ressurreição se atualiza em nós, quando reconhecemos que precisamos morrer para nossas vontades e nos submetemos. Somente assim viveremos como filhos verdadeiros, como Cristo nos ensinou a viver, antecipando nesta terra a vida do céu.

Buscar o céu

A vida ressuscitada não é vida de conforto e tranquilidade, mas de luta para permanecer em Deus, de vigilância para enxergar as ocasiões de pecado e de oração, a fim de nos fortalecermos para esta caminhada.

Cristo foi claro e radical quando disse que é necessário cortar aquilo que nos leva a pecar em detrimento à vida eterna. (Cf. Mateus 5, 29)

Se o céu é a nossa meta, precisamos traçar um plano para chegarmos lá, elencar o que será necessário abrir mão e quais meios serão indispensáveis para chegar lá. Com toda a certeza e garantia, abrir mão daquilo que nos leva a pecar, com a força de Cristo ressuscitado é o melhor plano!

Que tenhamos a mesma coragem dos apóstolos e mártires, de viver a  verdadeira ressurreição!  Buscar o céu a ponto de dizer, como São Paulo: “já não sou eu quem vivo, mas Cristo que vive em mim”. (Gálatas 2, 20)

Deus abençoe você!

Luciana Santos Ronqui
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

quatro × um =