A sadia convivência no namoro

0

Precisa haver uma disposição interior para vive-la

O que é a sadia convivência? É viver com naturalidade, pureza e sinceridade os nossos relacionamentos. O termo “sadio” é antônimo de “doente”.

Hoje vivemos numa sociedade enferma, marcada pela pornografia, pela malícia nos relacionamentos, pelas brincadeiras inconvenientes, e tudo isso conduz à sensualidade. No viver de forma sadia, tudo isso precisa ser eliminado. A Palavra de Deus nos diz: “Não vos conformeis com este mundo” (Romanos 12,2).

“A imoralidade sexual e qualquer espécie de impureza ou cobiça sequer sejam mencionadas entre vós, como convém a santos. Nada de palavrões ou conversas tolas, nem de piadas de mau gosto: são coisas inconvenientes; entregai-vos, antes, à ação de graças. Pois, ficai bem certos: nenhum libertino ou impuro ou ganancioso – que é um idólatra – tem herança no reino de Cristo e de Deus” (Efésios 5,3-5).

Há pessoas que, com boa intenção de ajudar o outro, começam a se aproximar sem conhecer as suas fragilidades; o resultado, no entanto, pode ser desastroso, porque em vez de ajudá-lo acabam provocando sentimentos que prejudicam a vida dessa pessoa.

Dom Bosco dizia que para salvar os jovens ele iria até as últimas consequências, mas era preciso ser prudente. Há confusão quando não há maturidade; é preciso construir um caminho de luta, de sacrifício, de esforço, dedicação e zelo.

Porém, se você busca a castidade, mas não consegue se desvencilhar dos filmes pornográficos e das sessões de piadas, como ser curado? Dentro de você precisa haver uma disposição interior para que possa fechar todas as brechas.

Somente conseguiremos ser homens profundamente curados na nossa afetividade e sexualidade pelo poder do Espírito Santo.

A cada dia peçamos esta graça para que sejamos homens curados e plenos do amor de Deus.

.: (Trechos extraídos do livro: A cura da nossa afetividade e sexualidade da Comunidade Canção Nova).

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.