Satisfação plena em Cristo

0

Viver conforme a própria vontade, fazer as escolhas que proporcionam prazer imediato… esse é o convite do mundo contemporâneo: o hedonismo.

Hedonismo é a doutrina que considera o prazer individual e imediato como o único possível. O princípio e o fim da vida moral estão em alta. Como encontrar a satisfação plena em Cristo?

Desde o nosso nascimento somos seres insatisfeitos à procura de algo para suprir nossas necessidades e desejos. Algumas pessoas buscam realizações de sonhos e metas; a conquista da compra de um bem ou o corpo ideal; outras buscam preencher essa falta com relacionamentos.

Acontece também de muitos recorrerem ao prazer dos vícios: bebidas, drogas, sexo, consumismo, pornografia… enfim, procuram ocupar esse vazio interior com coisas exteriores tentando alcançar uma satisfação plena.

Interessante notar que, ao atingirem o que tanto desejam, continuam descontentes, insatisfeitos, irrealizados e inquietos, pois, alcançar os anseios e sonhos parece não ter um efeito interior tão duradouro quanto gostariam.

 

A vida da graça

Essa marca de insatisfação, de falta de beatitude, de serenidade, nada mais é que a falta da alegria interior; e tal alegria somente pode ser alcançada pela vida da graça.

Apenas Deus pode preencher esse desejo de satisfação e completar nosso coração, nossa vida, nosso vazio interior. Para nos ajudar, Deus colocou em nosso coração um desejo: o de procurá-lO e encontrá-lO. Santo Agostinho nos diz: “Fizeste-nos, Senhor, para Ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em Ti”.

Sim, é necessário um esforço, é necessário querer e se abrir para encontrar Deus em nosso interior. Com o Batismo recebemos o Espírito Santo e nos tornamos filhos de Deus, portanto, Ele habita em nós!

Também pelo Batismo, somos enxertados em Cristo, ou seja, a própria vida de Cristo está em nós, desse modo, podemos produzir os mesmos frutos que Ele produziu. Ao tomarmos consciência das promessas de Deus a nós, temos mais ânimo e coragem para buscá-lO e encontrá-lO.

Jesus nos disse: “Quem beber desta água tornará a ter sede, mas quem beber da água que Eu lhe der, jamais terá sede. Ao contrário, a água que Eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar até a vida eterna.” (Jo 4, 13-14)

Jesus nos afirma que “as águas” do mundo não podem matar a nossa sede. Jesus nos conhece e sabe que apenas Ele, sendo Deus, pode nos dar a satisfação que tanto almejamos.

Satisfação Plena – Vida em abundância

“Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância” (Jo 10, 10). O Senhor não nos promete uma vida qualquer, mas uma vida abundante, muito melhor que podemos imaginar: “nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou o coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que O amam.” (1 Cor 2, 9)

Deus pode fazer muito mais do que somos capazes de compreender ou imaginar conforme a ação do Seu poder em nós. Uma vida que nos fará chegar ao céu! É exatamente essa vida prometida por Deus: a vida eterna – “a vida eterna consiste em que conheçam a Ti, um só Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo que enviaste.” (Jo 17, 3)

Esta é a chave para uma vida verdadeiramente abundante: o conhecimento de Deus.

A vida em abundância diz respeito à vida espiritual, diz respeito a crescer na graça e no conhecimento de Deus, na intimidade com Ele. É um conhecimento que se desenvolve e amadurece, continuamente, e está em processo de construção permanente.

Vida em abundância é vida cheia dos frutos do Espírito Santo: cheia de amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio, ou seja, uma vida, verdadeiramente, construída e alicerçada em Deus.

Thais Casarini
Postulante na Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.