O que significa ser consagrado à Nossa Senhora?

1
consagrado

A razão do ser

“Fizeste-nos, Senhor, para Ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descasar em Ti”.  Você provavelmente já leu ou ouviu essa frase em algum momento da sua vida. Você provavelmente conhece seu autor: Aurélio Agostinho, nascido em Tagaste (norte da África romana, atual Argélia), no ano de 354. Contudo, quantas vezes você silenciou seu coração e verdadeiramente refletiu sobre o sentido profundo dessa frase? De bispo de Hipona a doutor da Igreja, Santo Agostinho nos revela a verdade sobre a qual se fundamenta a existência de toda criatura humana: fomos criados de Deus para Deus. Isso concretamente significa que nosso Autor desenhou em nosso coração um desejo insaciável por Ele, que é a Luz da Luz, Verdade infinita que nos supera. Tenhamos ciência disso ou não, nosso coração anseia a Eternidade, que é o próprio Deus. Somos, portanto, consagrados ao Deus de infinito amor. O que significa ser consagrado? É ser separado para. Desde antes da nossa concepção, somos consagrados, separados para Deus, e é essa a razão de existirmos. Não há nada fora de Deus, absolutamente nada, que possa saciar nossa sede de eternidade e amor!

O problema!

Deus nos separou para Ele a fim de vivermos sua vida divina, que é plena e estupenda. No entanto, com o pecado dos nossos primeiros pais e, portanto, com a entrada do pecado no mundo, nosso coração se encontra dividido. O pecado não roubou nosso desejo pela Verdade e pelo Belo; isso não poderia acontecer nunca, pois se trata de uma verdade intrínseca ao nosso ser. Nosso coração é e sempre será consagrado a Deus, aconteça o que acontecer; a Verdade (que é Deus) é imutável. Contudo, nesse mundo, nossos olhos estão manchados com a noda do pecado, de tal modo que muitas vezes torna-se difícil enxergar a verdade do Bem que nos ultrapassa e da qual depende nossa tão preciosa felicidade. Somos fracos. Inconstantes. Vivemos muitas vezes à mercê das nossas paixões, como seres irracionais. Em um dia, entregamos o que somos e fazemos para Deus; no dia seguinte, queremos tudo de volta. Você deseja notar o quanto isso é uma constante em sua vida? É fácil! Basta que nos lembremos das promessas e juras de amor que fazemos a Deus e que tão rapidamente se tornam um eco distante, vago e muitas vezes sem sentido algum. Basta que nos lembremos daquela dieta tão necessária para nossa saúde, que, infelizmente, nunca é realizada até o fim. Basta que nos lembremos daqueles pecados e vícios que nos escravizam e que, no entanto, não conseguimos superar. A esse respeito, escreveu São Paulo, em Rm 7,19: “Não faço o bem que quereria, mas o mal que não quero.” 

… o texto continua após a imagem….

 

A Solução: ser consagrado à Virgem Santíssima!

É Maria a resposta mais objetiva e imediata para esse mal que nos sufoca. Por um simples motivo: em Maria nada está dividido! Sim! Seu coração é imaculado, sua virgindade é perpétua e ela fora elevada ao céu! É evidente que em Cristo não encontramos divisão alguma; porém, esse conceito se torna uma premissa óbvia, uma vez que Cristo é Deus. Maria não é Deus. É uma criatura como nós. Uma criatura única, pois goza de privilégios que o bom Deus jamais conferiu e jamais irá conferir a outra pessoa. Ela é a Ave, contrário de Eva, pois, se através da desobediência de uma mulher o pecado adentrou no mundo, é através da obediência perfeita de uma mulher que a salvação adentrou novamente no mundo. E assim como aconteceu na história da humanidade, assim se repete na história individual de cada homem, pois Jesus é a ponte que nos liga ao céu, mas Maria é a porta. “Deus reuniu todas as águas e chamou-as mar; reuniu todas as graças e chamou-as Maria”, recorda-nos São Luiz Maria Grignon de Monfort. Você conhece algum santo que não tenha sido um grande devoto de Maria? “Maria é a razão da minha esperança”, disse São Bernardo.

Consagração total à Virgem Santíssima

No entanto, em que consiste a consagração total à Virgem Santíssima e quais os benefícios que recebemos ao fazê-la? Existe um livro fundamental que deveríamos ler, uma vez que buscamos compreender o alicerce dessa consagração. Esse livro chama-se Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem. Que a leitura dessa obra seja algo de suma importância para nós cristãos, isso é inegável, pois a vida de santidade de quem o escrevera atesta tal fato e em seguida também o faz o testemunho de inúmeros santos que leram esse livreto e logo em seguida se consagraram à Virgem Maria. Trata-se, portanto, de uma fórmula de consagração; não é a única, mas talvez seja a mais perfeita. São Luiz Maria Grignon de Monfort, autor do livro, destaca 8 principais motivos para nos consagrarmos à Virgem Santíssima. Eis o primeiro e o mais essencial: devemos nos consagrar à Maria para mais perfeitamente sermos consagrados a Deus!

Lembra-se do que dissemos no início? Fomos criados por Deus e para Deus! Nosso coração anseia por essa união perfeita com o Criador! Entretanto, em função do pecado, ainda que desde sempre e para sempre nosso coração seja consagrado a Deus, a verdade é que tramamos Deus como se fosse nosso maior inimigo! Não conseguimos sozinhos. Não possuímos a constância necessária – e esse é oitavo motivo. O método da total consagração à Virgem Maria consiste, portanto, em um método eficaz através do qual adquirimos a constância necessária para nossa vida de entrega a Deus. Sim, isso é possível, pois através desse método, consagramos tudo o que temos e somos a Maria, e ela se torna cuidadora dos nossos bens, dos nossos méritos e satisfações. Através da consagração total à Virgem Maria, encontramos finalmente, em seu Coração Imaculado, nosso refúgio e caminho mais seguro para voltarmos aos braços do nosso Criador! Devemos, desse modo, nos consagrar à Virgem Maria para lutarmos contra o pecado que nos separa do Pai, pois bem antes disso somos consagrados, inteiramente, a Deus, que nos criou para Si!

Ficou curioso para conhecer os outros 6 motivos que nos levam a viver a consagração total à Virgem Maria? Então, não perca tempo e comece a ler imediatamente o Tratado da Verdadeira Devoção à Virgem Maria! Esse livro mudará sua vida! Sem Maria, não conseguiremos amar Deus plenamente!

Torne-se um consagrado à Virgem Santíssima e seja mais perfeitamente consagrado a Deus!

Leandro Andrade
Discípulo da Comunidade Católica Pantokrator 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.