Ser solteiro: os desafios da espera em Deus

1

Começo este artigo sobre o “ser solteiro” com uma partilha. Tenho 41 anos, sou solteira. Acredito que Deus me chama a viver o sacramento do matrimônio e meu coração anseia por encontrar meu companheiro de vida desde a minha adolescência. Por muito tempo, vivi centrada nessa busca, sentia uma profunda solidão interna e externa, carência afetiva, e pensava que um relacionamento poderia saciar todo o vazio que existia dentro de mim. Algumas mudanças aconteceram em minha vida, passei a morar sozinha e a cultivar um relacionamento de maior intimidade com Deus e de amizade comigo mesma. Sendo solteira, estou aprendendo a viver os desafios da espera em Deus.

Creio que três pontos são fundamentais para viver com alegria, sabedoria e esperança esse tempo em Deus.

Ser solteiro: os desafios da espera em Deus

Cultivar um relacionamento de intimidade com o Senhor é o grande segredo. Ele é a origem de todo o Amor. N’Ele todos os outros amores são ordenados e encontram seu verdadeiro sentido. Só o Amor de Deus nos sacia plenamente. Ainda que sejamos muito amados pelo nosso esposo ou esposa, somente seremos plenos e completos se estivermos centrados no Amor Maior. Sendo solteiros, é a Ele que devemos entregar nossos sonhos, nossos desejos, nossas expectativas, nossas carências, confiando que Deus é fiel e coerente. Seus sonhos para nós vão além dos nossos e Ele deseja que sejamos felizes e realizados na vivência do nosso estado de vida.

Ame-se e valorize-se! Para um relacionamento maduro e saudável, antes de conviver com o outro, é importante aprender a vivê-lo com Cristo e consigo mesmo, como solteiro. Saber saciar as carências e viver as frustrações e expectativas em Deus. Primeiramente, é do Seu Amor que precisamos nos saciar e sermos dependentes somente d’Ele. Com cuidado para não cair num individualismo, é interessante cultivar uma amizade consigo, viver a solidão e bastar-se em Deus. Antes de ser boa companhia para o seu companheiro de vida, sê-lo para si. Isso ajudará a descobrir o valor e a dignidade de homens e mulheres de Deus.

Aproveite a sua solteirice! Sendo coerente com a sua vida de cristão, é claro! É um momento único na vida e de grande liberdade! Como é bom ter tempo somente para si, para fazer aquilo que gosta, para curtir os amigos por mais tempo e poder ir livremente àquele passeio ou viagem combinada de última hora!  São coisas próprias da vida de um solteiro e, com certeza, sentiremos saudades de tudo isso um dia.

Peça ao Espírito Santo e à Nossa Senhora que revelem a essência da beleza que há em você, descubra-se uma pessoa valiosa e interessante, que seja atraente aos bons olhos e corações, e confie na fidelidade do Senhor que nos prometeu “Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou (Is 64,4)”.

Adriane Luz
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.