Só o amor faz a vida valer a pena

0

Tudo tem início em Deus. Ele é o próprio amor. “Amamos, porque Deus nos amou primeiro” (1 Jo 4-17) e manifestou Seu amor a nós através da Pessoa de Jesus Cristo. Uma vez que experimentamos esse amor, por ação do Espírito Santo na nossa alma, somos profundamente tocados e transformados por ele. E, então, sabendo-nos amados por tão imenso amor, somos capazes de vivê-lo também em nossos corações e traduzi-lo de forma concreta em nossas vidas.

Sob o prisma do Amor de Deus, tudo toma um novo sentido

Em Deus, tudo se transforma, tudo toma um novo sentido, seu verdadeiro sentido. Diante de Deus, conheço a mim mesma: “Eu sou aquilo que Deus pensa de mim”, diz Santa Teresinha do Menino Jesus. Conheço o meu valor como filho amado de Deus e, consequentemente, o valor de cada pessoa que convive comigo.

Em Jesus Cristo, conhecemos a imagem de Deus, o próprio Deus encarnado, que Se faz homem como nós. Através da vida terrena de Cristo, aprendemos a viver o amor. Ele, sendo homem, vivencia todas as coisas ordinárias da vida de cada homem e cada mulher – família, trabalho, relacionamentos, conflitos, vida social – dando real sentido e recapitulando cada coisa, por meio do amor. Por amor, somos salvos por Cristo na cruz, mas a Sua obra vai muito além da cruz: todo gesto de amor de Jesus é salvífico, pelo simples fato de ser feito por amor.

Como traduzir esse amor em nossa vida cotidiana?

Seguindo o exemplo da vida de Jesus Cristo…

A graça de Deus em nós nos torna redentores com Cristo, se fizermos cada coisa com amor. “Qualquer gesto, se feito com amor, tem valor redentor”, diz Santa Teresinha do Menino Jesus. O simples ato de abaixar-se para pegar um pequeno alfinete no chão, se for com amor, tem um grande valor de salvação, é sacrifício santificador, diz ela.

Olhando para a nossa vida cotidiana, quantas oportunidades temos para amar, não é mesmo? Pequenos sacrifícios e ofertas cotidianas que se vividas no amor, pela graça de Deus, nos tornam capazes de redimir o mundo com Cristo! Estejamos atentos para aproveitar cada pequena oportunidade para amar e, que ao final de cada dia, tenhamos um ramalhete de pequenas flores de amor para ofertar a Deus por amor a Ele e pela salvação das almas.   

O segredo está no amor pequeno! Ame seu trabalho, faça-o da melhor forma que estiver ao seu alcance, cuide de sua família com zelo e amor. Nos momentos de conflitos, peça a Deus a graça da paciência e da misericórdia a fim de ser capaz de agir no amor. Tudo o que fizer, faça como amor. Então, tudo terá sentido. Só o amor faz a vida valer a pena!

Adriane Luz
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

2 × dois =