Sobriedade e Santidade

1
sobriedade

A luta pela sobriedade é algo diário e para toda a vida, para aqueles que viveram ou vivem uma vida de vícios, uma vida de adicção. O passo de parar e buscar uma transformação, uma mudança de vida, é marcado por fragilidades e por dúvidas.

O adicto é fraco, vulnerável, instável, intolerante e com tantas outras marcas negativas. Por isso, hoje, a grande maioria se utiliza da estratégia de redução de danos como proposta para a diminuição do uso abusivo de drogas ilícitas ou lícitas. Porém, essa prática denuncia e mantém o homem escravo de seus vícios. Denuncia porque afirma que não é capaz de parar o uso total e de uma vez; mantém porque não acredita que isso de fato possa acontecer, fazendo com que o homem se reconheça e permaneça nessa fragilidade, nivelando-o como escravo do vício.

De fato, o homem é escravo do vício, é frágil; por ele mesmo, é difícil mudar essa realidade. Porém, essa não é a verdade do homem. O homem foi feito para Deus, para uma realidade sobrenatural, para algo que é maior e superior a essa vida passageira. O homem não se satisfaz nesta vida terrena, mas se realiza em Deus na eternidade. O homem foi feito para Deus e essa é a verdade do homem. Qual é a vida em Deus? É uma vida plena, uma vida de santidade. O homem é chamado à santidade; eis a verdade acerca do homem!

Proposta para a sobriedade 

Essa é a proposta para aqueles que frequentam o Grupo Sempre Fiel. São pessoas que vivenciam ou vivenciaram a adicção em suas vidas e que hoje querem uma mudança. Porém, olhamos para esse homem com o olhar sobre a verdade dele, que ele é chamado à santidade, assim como eu e como você. A luta pela sobriedade é mais um passo na luta contra o pecado, que é diária, até a nossa morte.

Essa é a principal diferenciação que precisa ser feita: parece-me que falar em sobriedade de uma maneira rasa, com o olhar terreno, apenas na superação do vício, reduz o homem ao próprio estado de adicção e não é essa a realidade sobre o homem. A sobriedade deve ser pautada na luta pela santidade, pela transformação total do ser por Deus, pelo reconhecimento de que Deus é o todo-poderoso da nossa vida e Ele pode mudar a nossa vida.

A luta pela sobriedade com forças humanas traz a expectativa e condenação da queda do homem e da manutenção da condição do pecado. Contudo, a santidade faz que homem se reconheça na condição de pecador, miserável, fraco, mas com o olhar de que sua vida está escondida em Deus e Ele nos dá a possibilidade deste novo.

O homem por si só não é capaz de nada. É necessário o reconhecimento do amor e da providência de Deus. A luta pela sobriedade, pautada nas forças humanas, sem a busca da santidade, é, sim, importante e frutuosa, como temos visto inúmeros casos de mudanças significativas em relação ao uso abusivo, mas, não traz em si a verdade da plenitude da vida do homem em Deus. São mudanças comportamentais que logicamente trazem benefícios e alívio a toda família, mas somente com a luta pela santidade, sob a graça e ação de Deus, traz a transformação total do nosso ser.

Portanto, se a sua vida está marcada pelo vício, saiba que há um remédio para você: “a busca pela sobriedade, mas, através da santidade”. E esta luta não é só sua, você não está em uma condição diferente da de outras pessoas que lutam contra o pecado. Isso é para todos, essa é a nossa luta: pela santidade. Obviamente e concretamente, aqueles que vivenciam a adicção desenvolvem fragilidades assumidas a partir da própria condição, mas, que não impedem a transformação total do seu ser.

Devemos contar com a graça de Deus em nossas vidas, muito mais do que com técnicas e artifícios humanos na luta pela sobriedade. Cristo, pela Sua fidelidade incondicional ao Pai, salvou todos os homens, essa é uma verdade! “Você já está salvo”. Cristo obteve essa salvação na Cruz; porém, devemos nos esforçar, até a última gota de sangue, na luta contra o pecado, diz a Palavra de Deus (cf. Hb 12, 4), e é essa a nossa luta. Porém, contamos com a graça de Deus, com o socorro d’Aquele que é fiel, mesmo com a nossa infidelidade. Por nós mesmos, não conseguimos. Por você mesmo, que tem a vida ainda hoje marcada pelo vício, não consegue sozinho, mas, por Ele que é maior e mais forte, podemos trilhar uma vida de sobriedade através da santidade.

Você e eu temos uma verdade que está escondida em Deus, e somente n’Ele a encontraremos e viveremos. Mesmo marcados por nossos pecados, graças à vitória de Cristo, seremos santos e dignos da glória de Deus. Então meu irmão: “levante-se desta vida de vícios e pecados e passe a trilhar o caminho de santidade que Deus tem para você, Deus te ama!”.

Julio Della Torre
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.