Tocando o Céu pelo Louvor

1

Quero começar esse texto perguntando: Se tocamos o Céu pelo Louvor, como é o tema desse texto, qual seria o contrário disso?

 “Tocando o inferno pela murmuração, reclamação….”. Existe uma tendência em nós à murmuração e reclamação, parece que, às vezes, numa situação difícil, é mais fácil murmurar do que bendizer. Isso acontece com você também?

A murmuração fecha as portas das graças na nossa vida. Quando reclamamos de algo ou de alguém, sempre queremos reclamar de novo, e depois reclamar de outra coisa… Já parou pra pensar na fila do supermercado, por exemplo, nunca é legal de estar e basta a primeira pessoa reclamar que está demorando, que a fila não anda, e outro já começa, nós já entramos e assim vai? Já parou pra pensar que uma mentira se “alimenta” de outra mentira?

O inferno deve estar cheio de gente chata, que murmura, reclama, faz fofoca… eu hein? Tô fora!

Mas não vim aqui falar de inferno, mas de tocar o CÉU!

Louvor, caminho para o céu

Deus quer nos ensinar a tocar o Céu e o caminho para isso é o louvor.

Tocando o Céu pelo LouvorO louvor é o reconhecimento de que Deus é Deus, que Ele está ao meu lado, caminha comigo e que sabe de todas as coisas. A primeira coisa de que precisamos nesse momento é reconhecer que pertencemos ao Deus do impossível que é Onipotente (Todo Poderoso), Onisciente (que possui todo conhecimento) e Onipresente (que está em todo lugar), ou seja, DEUS É DEUS!

Quando digo “Eu te louvo Senhor” por algo bom, contemplo a Sua bondade. Quando digo “Eu te louvo Senhor” por algo complicado, ruim, contemplo a confiança de que Ele sabe de todas as coisas.

Em 1 Tessalonissenses 5,18 diz: “Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo” e essa Palavra precisa ser algo concreto na nossa vida, precisamos estar constantemente com o coração em Deus para que em tudo possamos dar graças, na alegria, na dor, na provação, na tentação, na traição, no desemprego, na promoção que recebemos, na doença, na cura, em tudo!

Louvar significa ter a certeza de que temos um Deus ao nosso lado. Que Ele cuida de tudo, que Ele é bom, mesmo quando tudo vai mal, quando o sofrimento se faz presente.

Louvar sempre

Louvar na dor e no sofrimento não deve parecer que estamos elevando o mal ou que Deus não nos ama e permite que o pior aconteça, mas confiar que se Ele permitiu que algo acontecesse – e que esse mal não foi causado por Ele – é por que quer nos ensinar e que saberá tirar proveito de tudo isso.

Quando louvamos, elevamos tudo para Aquele que é e tiramos tudo das nossas mãos. Muitas vezes, somos ingratos com as coisas boas que Deus nos dá e não louvamos por que achamos que é obrigação Dele nos dar. Focamos no que não temos e não recebemos. Deus quer nos fazer tocar o céu, colocar o nosso coração no coração Dele.

O louvor e a confiança andam juntos. Confiemos que pertencemos ao Deus Todo Poderoso, ao Pantokrator, Aquele que reina e que governa sobre todas as coisas!

Nilton Dall’Oca Junior
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.