Uma nova maneira de ser Pantokrator

0

Na caminhada histórica na maneira de se viver o Carisma El Shaddai-Pantokrator, o Espírito Santo foi inspirando formas diferentes de pertença e serviço.

No início, a única maneira era a “Comunidade de Aliança”, em que as pessoas consagram a Deus suas vidas, a partir do Carisma El Shaddai-Pantokrator, permanecendo no século, ou seja, vivendo em suas casas particulares, e mantendo seus trabalhos profissionais. Logo começou a surgir no coração do fundador, André, o desejo de uma entrega mais radical ao serviço de Deus e à vivência comunitária. Foi então que em 1998, André e sua esposa, Tânia, iniciaram a “Comunidade de Vida”, ganhando impulso com a vinda de novos irmãos em agosto de 1999, especialmente, o casal Edgard e Lília.

Acolhendo o desejo que surgiu no coração de diversas pessoas, de servir a Deus pela Obra da Comunidade, sem, no entanto, se consagrar a Deus, é que mais tarde surgiram os “Engajados”.

Atenta ao mover do Espírito, a Comunidade foi entendendo que existem formas diferentes de viver a vida fraterna em comunidade, e com isso, maneiras diferentes de pertença à família Pantokrator. Atento a isso, André, juntamente com o Conselho Geral da Comunidade, vem discernindo, há anos, uma nova forma de pertença. Nela, irmãos, vinculando-se à espiritualidade do Carisma El Shaddai-Pantokrator, assumem compromissos de oração, comunitários e de serviço, e assim enriquecem sua vivência batismal nessa espiritualidade, gerando frutos de comunhão e serviço para a Igreja através da Obra da Comunidade.

Nos anos de 2017 e 2018, organizamos dentro da Comunidade essa forma de pertença, que tem início em 2019 e será chamada de Fraternidade Pantokrator.

Na Fraternidade Pantokrator, os irmãos não assumem para si aquele seguimento mais próximo de Jesus Cristo, próprio da consagração de vida. São irmãos que se sentem chamados a alimentar a sua fé com a espiritualidade do Carisma El Shaddai-Pantokrator e, para isso, são formados e pastoreados pela Comunidade. Se por um lado esses irmãos não têm a alegria de um chamado de consagração, por outro, assumem fielmente seu batismo, enriquecidos com uma espiritualidade própria, para atender ao apelo comum de Jesus Cristo a todos os cristãos, a santidade. Seja qual for a vocação que vivemos, uma única coisa importa: é de fato fazer da vocação um caminho de santidade. Estamos certos, que a Fraternidade Pantokrator será esse caminho para todos os que assumirem autenticamente sua identidade.

Dessa maneira, toda a família Pantokrator, amigos, “construtores da Fé”, engajados, irmãos no caminho de consagração e consagrados na Aliança e na Vida Comum se alegram com mais essa forma de ser Pantokrator, que agrega novos irmãos nesse chamado de fidelidade a Deus no mundo.

André Luis Botelho de Andrade
Fundador e Moderador Geral da Comunidade  Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.