Por que é preciso rezar pelas vocações?

0

Para muitos, quando ouve-se a palavra “vocação” a mesma é tida como ‘patrimônio’ daqueles que assumiram uma vida de entrega radical a Cristo, como por exemplo, os padres e as freiras. Muito além da concepção que a maioria tem, cada pessoa é chamada a corresponder a uma ‘vocação’, a um chamado que a leva a desempenhar um papel, uma ‘missão’ que só ela pode desempenhar, como afirma o beato inglês Cardeal Jonh Henry Newman, um grande intelectual do século  XVIII.

Mas a Igreja também precisa das chamadas ‘vocações específicas’ que abraçam ideais e formas de vida radicais fundadas nos três conselhos evangélicos: pobreza, obediência e castidade.

Não é a toa que a Igreja dedica um dia especial de oração pelas vocações, o qual será celebrado em 29 de abril de 2012.

“A verdade profunda da nossa existência está contida neste mistério admirável: cada criatura, e particularmente cada pessoa humana, é fruto de um pensamento e de um ato de amor de Deus” , disse o Papa na mensagem para o dia de oração pelas vocações 2012, a qual, foi publicada em 13 de fevereiro de 2012.

No Anuário Pontifício publicado recentemente pela Santa Sé ,  a Igreja Católica apresenta um crescimento no número de vocações ao sacerdócio e uma leve queda no número de vocacionados à vida religiosa. Um motivo a mais para que cada católico assuma na oração todos aqueles que ainda acreditam que em meio ao mundo em que vivemos, é possível fazer escolhas voltadas para a doação a Deus e ao próximo.

“Por isso é preciso anunciar de novo, especialmente às novas gerações, a beleza persuasiva deste amor divino, que precede e acompanha: este amor é a mola secreta, a causa que não falha, mesmo nas circunstâncias mais difíceis”, disse o Papa na mensagem.

CN Notícias

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.