O Santo Padre recebeu com dor esta trágica notícia da morte das reféns das Farc e pede o fim da violência na Colômbia

0

O Papa Bento XVI pediu neste domingo o fim da violência na Colômbia, segundo informou o embaixador da Colômbia junto à Santa Sé, César Mauricio Velásquez.

Numa mensagem enviada pela Secretaria de Estado, o Papa expressa sua “dor” pela execução de quatro reféns por parte das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc): “O Santo Padre recebeu com dor esta trágica notícia e se une com sua oração aos familiares das vítimas e implora o fim da violência”.

Segundo o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Carlos Pinzon, os rebeldes mataram quatro prisioneiros em um acampamento na região de Solano, ao sul da Colômbia. De acordo com as informações, os mortos foram encontrados após um confronto armado entre o exército e os rebeldes.

Três dos reféns eram oficiais de polícia e o quarto era um soldado, José Libio Martínez, o mais antigo prisioneiro das Farc, capturado há 14 anos. Dois dos três policiais eram prisioneiros da guerrilha há mais de 13 anos.

Em seus seis anos Pontificado, Bento XVI fez inúmeros apelos para que todos os reféns sejam libertados pelas FARC, pedindo o fim da violência e dos seqüestros no país.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.