Bispos da bélgica discutem projeto de lei que aprova a eutanásia aos menores de idade

0

Atualmente, o parlamento belga tem em pauta um projeto de lei de estuda estender a eutanásia aos menores de idade, adolescentes e crianças. Com isso, o episcopado belga, sentindo que deveria tomar uma posição diante de um assunto tão delicado, se reuniu junto com especialistas da área jurídica, médica e bioética para debater o tema.

ppeutanasiabelgica280613Segundo os bispos, não há “Por que legislar sobre um assunto tão delicado quando se sabe que, na Holanda, essa lei existe desde 2006 e praticamente nem foi aplicada”.

A primeira reflexão é sobre a proibição de matar, que está na base de qualquer sociedade civilizada. De acordo com os bispos, o perigo é grande porque, ao se abrir a eutanásia para os menores, corre-se o risco de estender o suicídio às pessoas com deficiências, com doenças mentais e às pessoas que se dizem “cansadas de viver”. A lei que autoriza a eutanásia de crianças pode distorcer o sentido da vida humana e favorecer desvios em que a dignidade das pessoas só é reconhecida no caso dos não doentes e de quem não está em posição de fraqueza.

O segundo ponto é que o problema também diz respeito às mudanças na prática médica associadas com os avanços na área da saúde. Ou seja, pode acontecer que, diante de uma doença, aparentemente, sem precedentes, ou que seja necessário um longo tratamento, a tendência seja direcionar o foco para a eutanásia, ao invés de lutar pela vida a todo custo.

O terceiro ponto diz respeito à morte do paciente. Nas pesquisas realizadas com o povo, 70% dos entrevistados no país diz ter medo e rejeitar o sofrimento, preferindo “uma morte doce”. Porém, os bispos indagam: “Pode-se morrer de forma serena, respeitando-se a dignidade da vida humana?”.

Outro tema discutido pela Conferência Episcopal belga foi o da espiritualidade. Quando uma comunidade civil se propõe autorizar e praticar a eutanásia, o que está em jogo é o significado da vida. Por esta razão, os bispos propuseram uma espécie de questionário sobre um tema tão delicado como é a vida humana: “De que modo a experiência cristã nos ajuda a enfrentar a morte e o sofrimento? Antes da Páscoa, os cristãos celebram a Sexta-feira Santa, em que Jesus vive o drama do sofrimento em níveis incomparáveis​​. Durante o Sábado Santo, refletimos sobre o mistério da morte e do abandono. No Domingo de Páscoa, vivemos a alegria da ressurreição. Como o mistério Pascal pode inspirar e iluminar a vida humana? Como as instituições cristãs podem indicar uma atitude sábia e eticamente correta para enfrentar e resolver os problemas relacionados com a morte?”.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.