Comunidades Novas para um Novo Tempo

0

O clima de forte comunhão e partilha entre os membros das inúmeras comunidades que se fizeram presentes foi a grande nota do Congresso Regional Sul-Sudeste da Fraternidade das Novas Comunidades do Brasil, que teve lugar em Campinas-SP, durante os dias 19, 20 e 21 de abril. O encontro contou com a participação de cerca de 1.100 congressistas provenientes de mais de 120 Comunidades, não apenas das regiões sul e sudeste, mas de 19 Estados do Brasil. O Congresso foi uma mostra do que João Paulo II chamou de “primavera da Igreja”: A Igreja de nosso tempo, mais do que nunca, é um belo jardim que abriga a grande diversidade de flores que são os Carismas, dentre os quais estão aqueles que despontam nos Movimentos Eclesiais e nas Novas Comunidades, como resposta do Espírito Santo para as necessidades hodiernas: a novidade do Espírito está em viver o evangelho radicalmente. Prova disso é o grande florescimento de Comunidades Novas em todo o mundo.

O Congresso foi aberto com a Celebração Eucarística presidida por Dom Francisco José Zugliani, bispo da Diocese de Amparo-SP, atendendo ao pedido do Arcebispo Metropolitano de Campinas, que não pôde se fazer presente. Em sua homilia, Dom Francisco convocou e animou todas as comunidades ali representadas a assumirem a sua missão profética, como Igreja que são, de anunciar a radical novidade de Cristo ao Brasil e ao mundo. No Domingo, a Santa Missa foi presidida por Monsenhor Jonas Abib. O encontro encerrou-se na segunda-feira, com a Celebração Eucarística presidida por Dom Alberto Taveira, Arcebispo Metropolitano de Palmas-TO e assistente internacional das Novas Comunidades.

Com o lema “Comunidades Novas para um novo tempo”, o Congresso abordou temas relevantes para essa nova forma de vida evangélica marcadamente laical. As palestras foram ministradas por membros das Comunidades que fazem parte da Fraternidade Nacional das Novas Comunidades: “Novas Comunidades: profetas do mundo de hoje”, por André Andrade, fundador da Comunidade Pantokrator, que sediou o encontro; “A vida comunitária, sustento do profetismo”, por Monsenhor Jonas Abib, fundador da Comunidade Canção Nova e presidente da Fraternidade Nacional das Novas Comunidades; “A radicalidade e a secularidade das Novas Comunidades”, por Moysés Azevedo, fundador da Comunidade Shalom; “Maturidade humana e espiritual na consagração de vida”, ministrada por Cláudia Gomes dos Santos, consagrada na Comunidade Nova Aliança.

Além das palestras, o Congresso promoveu diversos workshops, trabalhando temas que tocam de perto as realidades vividas pelas Comunidades, tais como o exercício da autoridade, os estados de vida nas Novas Comunidades, o itinerário formativo, relações eclesiais, comunidade de vida e de aliança, Regras de vida e Estatutos e formação pessoal.

Em todas as palestras, a tônica dominante nos diversos temas foi a necessidade – para que vivamos o profetismo a que somos chamados – de uma vivência fraterna autêntica, como testemunho da radicalidade do amor segundo o evangelho de Jesus Cristo. Devemos privilegiar tudo o que constrói a fraternidade, como o exercício contínuo do perdão, que foi muito enfatizado pelos palestrantes. Sem amor, não há comunidade. Sem amor, todo profetismo se esvazia. Sem amor, não há cristianismo. Esse novo tempo ao qual as Novas Comunidades são chamadas a despertar o mundo é o tempo do amor. É justamente nesse contexto que Bento XVI apresenta sua primeira encíclica, Deus caritas est, que, como aconteceu com seus antecessores, manifesta o programa de seu pontificado.

O encontro contou ainda com fortes momentos de espiritualidade, além das Celebrações Eucarísticas, tais como a adoração ao Santíssimo Sacramento; foram momentos de grande graça! A noite de Domingo foi animada por dois shows que entusiasmaram a todos, em especial aos jovens. O primeiro momento de louvor foi ministrado pelo ministério de música da Comunidade Pantokrator; o segundo momento ficou por conta do ministério Adoração e Vida, que tem como integrante mais conhecido o cantor e compositor Valmir Alencar. A noite de louvor terminou bem tarde, coroando o domingo com muita alegria e num espírito de comunhão muito forte.

Todo o rico conteúdo das palestras e workshops pode ser adquirido junto à Comunidade Pantokrator, pelo site www.pantokrator.org.br. A fim de que a realidade das Novas Comunidades seja mais bem conhecida, colhemos das Comunidades mais antigas, pertencentes à Fraternidade Nacional das Novas Comunidades, um pouco da realidade do Carisma de cada uma delas, que compõe o jardim da Igreja em sua “primavera” de nosso tempo. Confira.

Ítalo Fasanella, fundador da Comunidade Sagrada Família
Sou casado há 19 anos. Temos 4 filhos vivos e 2, que, ainda no ventre da mãe, foram para o céu. Nossa Comunidade tem 14 anos de fundação. Temos como carisma o resgate da família. Nossa sede fica em São Paulo-SP. Temos núcleos em Brasília, Palmas e Santos. Nossa missão é, através da evangelização, resgatar e restaurar os valores da família, não apenas do casal, do matrimônio, mas resgatar a família como um todo, o adulto, o jovem, a criança. Temos a missão de implantar a cultura da vida no jovem e na criança, como eu costumo dizer na comunidade, para acreditarmos e sonharmos com João Paulo II, quando ele dizia que a Civilização do Amor não é uma utopia, ou seja, é possível. Então, nós sonhamos um sonho possível de ser realizado com João Paulo II. Então evangelizamos e resgatamos as famílias a partir desta experiência de batismo no Espírito Santo, anunciando Jesus para a construção da Civilização do Amor.

Antônio Dilben Fleming, fundador da Comunidade Mar a Dentro
Com sede em Iturama-MG, nossa Comunidade tem como carisma ser ministros, discípulos da obediência e da paz. Sua missão é ir mar a dentro, ir onde a Igreja precisa, em missão evangelizando, acolhendo e formando. A Comunidade tem isso bem dentro dela, mas, como discípulos, ministros da obediência e da paz. Possuímos várias dimensões da Aliança: a Consagrada, Residencial, Comprometida. Nossa Comunidade de Vida possui somente celibatários, homens e mulheres, além da dimensão sacerdotal.

Irmã Marliane, co-fundadora da Comunidade Doce Mãe de Deus
Com sede em João Pessoa-PB, nós nos dizemos testemunhas do mistério da salvação de Cristo por amor à Santa Cruz. Então, para viver este carisma, nós sentimos o chamado na formação, na educação e em todos os meios que Deus for suscitando para a vivência desse ser testemunha de Jesus Cristo como Salvador que nos amou até a Cruz. Hoje, em João Pessoa, ajudamos na formação do Seminário Propedêutico da Arquidiocese. É uma das nossas missões que define bem a questão da formação. Trabalhamos com a educação, administramos paróquia em outra diocese. Abrimos casa em outras Arquidioceses e dioceses no Brasil e no exterior. Então, Deus tem pedido que as testemunhas da salvação cresçam.

Elias Dimas do Santos, fundador e moderador da Comunidade Arca da Aliança
Com sede em Joinvile-SC, possuímos Missões em outras cidades e dioceses. O carisma da Arca da Aliança está muito ligado à espiritualidade reparadora: a partir da reparação ao Sagrado Coração de Jesus, procuramos ser no mundo o sinal da presença de Deus, um elo de ligação entre Deus e os homens e também dos homens entre si. O que é forte em nossa missão é a catequese, através de escolas, evangelização através de retiros e também temos experiência com meios de comunicação: imprensa escrita, boletins, revista, informativos. Na sede da Comunidade temos uma rádio 24 horas. Há também um trabalho muito forte com juventude e um trabalho social, a partir de um albergue, onde acolhemos irmãos em situação de risco na rua, tanto de fome como de abrigo.

Francisca, Fundadora da Comunidade Oásis
Com sede em Caxias do Sul-RS, nosso carisma é o que está contido em João 4, o carisma da samaritana: levar essa água, esse dar de beber a todo aquele que tem sede, ser estes adoradores em espírito e em verdade. A nossa novidade é ser adoradores em espírito e em verdade como filhos de Deus. Nossa missão é levar aonde a gente for essa verdade, essa transparência, essa alegria no nosso encontro diário com Deus. Temos trabalho com rádio 24 horas, uma AM, outra FM; trabalhamos com uma escola de evangelização, escola de formação ligada à Fraternidade Nacional das Comunidades. Também atendemos as Comunidades nascentes. Fazemos pregações nos Estados do país onde formos chamados, bem como retiros, seminários; trabalhamos ainda para formar o homem na maturidade humana.

Magno Fernando José Ferreiro, fundador da Comunidade Católica Nova Aliança

Com sede na Diocese de Anápolis-GO, nosso carisma é instaurar e restaurar aliança de amor, compromisso e fidelidade entre a humanidade e Deus Pai. Nossa missão de primazia é a evangelização de porta em porta, de casa em casa, a fim de promover que cada pessoa tenha uma experiência pessoal com Jesus Cristo.

Katia Maria Bouez Azzi
Consagrada na Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.