Durante a espera é que se aprende a ser feliz.

Esperar, esperando, silenciando e confiando. Esperar até mesmo aquilo que não se espera, aquilo que é dúvida, que é incerto.

Sim, o Senhor do tempo ensina a esperar o tempo de colher porque antes foi preciso preparar o terreno, plantar e regar. Agora, aquilo que antes era visto não mais se vê, foi preciso o tempo para florescer e no silêncio da terra a semente se esconde.

Talvez esperar seja, de fato, se encontrar. Mas como me encontrar quando tudo escuro está?

Simples. Olhando para si, permitindo e acreditando que o tempo me fará conhecer aquilo que há de mais belo em mim: o Amor.

Por ora me pergunto se vale a pena esperar por este Amor. E o tempo não diz nada contrário do que SIM, vale a pena esperar e confiar.

Vejo o tempo passar, os ponteiros do relógio no seu tic-tac a ir e voltar, os dias passarem, as estações mudarem, o anoitecer e o amanhecer, pessoas chegando e outras passando. Respiro, fico calma, olho para o alto e o tempo já passou, a estação já é outra, o dia e o mês já são outros. Tudo é diferente, mas o Senhor do tempo não mudou, não passou, continuou, acompanhou a corrida e permaneceu. Tudo mudou, tudo passou mas Deus não muda e não passa.

Quando paro para entender o tempo com a razão percebo que a lógica diz não fazer sentido esperar, é o agora e pronto. Porém, quando uno a vida no Espírito e a inteligência, compreendo que de fato não é possível e lógico viver sempre o mesmo dia, a mesma hora e a mesma estação. As horas precisam passar e o dia seu percurso fazer.

A vida com Deus segue um curso diferente. No tempo, purifica e cresce o amor.  Sim, ser feliz é quando se encontra no tempo de Deus. 

Via ComShalom 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.