Hoje Comemoramos Beata Elisabete da Trindade!

0

Elisabete da Trindade é uma jovem carmelita descalça, cheia de vida e de entusiasmo. Ao longo de seus 26 anos de vida, soube vivenciar o mistério da Trindade que habita no coração humano.
Elisabete nasceu em 1880, na França. Sempre transmitiu a todos os que a circundavam alegria, espontaneidade, jovialidade, vivacidade. Jovem aberta à beleza da natureza, à amizade e à música.
Em 1894, sente o apelo interior para o Carmelo e sua paixão por Deus na pequena cela do seu coração só foi aumentando. Em viagem, em grupo, em casa ou ao piano, vivia no mais profundo de si mesma.

Elisabete_Trindade

Ainda muito jovem, fez experiência do sentido místico da presença de Deus e a habitação trinitária a conduz a um projeto de vida… “Encontrei o meu céu na terra porque o céu é Deus e Deus está na minha alma. No dia em que entendi tudo isso, tudo se iluminou em mim e gostaria de revelar este segredo àqueles que amo, para que, através de todas as coisas, também eles se unam mais a Deus.”
Sua vida de oração como colóquio com Deus é fundamentalmente teresiana.
Sua espiritualidade de interiorização tem dimensões bem concretas: seu silêncio interior conduz à unidade do ser espiritual, leva à solidão e à vida de oração.

Elevação à Santíssima Trindade
Ó meu Deus, Trindade que eu adoro, ajudai-me a esquecer-me inteiramente para me fixar em Vós, imóvel a pacifica como se a minha alma estivesse já na eternidade. Que nada possa perturbar a minha paz, nem fazer-me sair de Vós, ó meu Imutável, mas que cada minuto me faça penetrar mais na profundidade do vosso Mistério. Pacificai a minha alma, fazei nela o vosso céu, a vossa morada querida e o lugar do vosso repouso. Que eu nunca Vos deixe só, mas que aí permaneça com todo o meu ser, bem desperta na minha fé, toda em adoração, toda entregue à vossa Ação criadora.
 

Ó meu Cristo amado, crucificado por amor, quereria ser uma esposa para o vosso Coração, quereria cobrir-Vos de glória, quereria amar-Vos… até morrer de amor ! Mas sinto a minha impotência a peço-Vos para me “revestir de Vós mesmos”, para identificar a minha alma com todos os movimentos da Vossa alma, para me submergir, invadindo-me, a substituindo-Vos a mim, para que a minha vida não seja senão uma irradiação da vossa Vida. Vinde a mim como Adorador, como Reparador, a como Salvador.  
 
 Ó Verbo eterno, Palavra do meu Deus, quero passar a minha vida a escutar-Vos, quero tornar-me inteiramente dócil, para tudo aprender de Vós. Depois, através de todas as noites, de todos os vazios, de todas as impotências, quero fixar-Vos sempre a permanecer sob a vossa grande luz; ó meu Astro amado, fascinai-me para que eu não possa jamais sair da vossa irradiação.  
 
Ó Fogo consumador, Espírito de amor, “descei sobre mim”, para que na minha alma se faça como que uma encarnação do Verbo: que eu seja para Ele uma humanidade de acréscimo na qual Ele renove todo o seu Mistério. E Vós, ó Pai, debruçai-vos sobre a vossa pequena criatura, “cobri-a com a vossa sombra”, não vendo nela senão o “Bem-Amado no qual pusestes todas as vossas complacências”.
 
Ó meus Três, meu Tudo, minha Beatitude, Solidão infinita, Imensidade onde me perco, entrego-me a Vós como uma presa. Sepultai-Vos em mim para que eu me sepulte em Vós, enquanto espero ir contemplar na vossa luz o abismo das vossas grandezas.
Sua mensagem
  • que corramos no caminho da santidade.
  • que o Espírito Santo eleve nosso espírito.
  • que sejamos sempre um louvor à glória da Ssma. Trindade.
  • que sejamos dóceis às moções do Espírito Santo. 

Beata Elisabeth da Trindade, rogai por nós!

 Fonte: Carmelo

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.