Por que é tão difícil se converter nos dias de hoje?

0

Esse é um questionamento muito sério que devemos fazer. O que nos falta? O que estamos esperando? De que precisamos para ser uma pessoa convertida? Do mesmo modo como a salvação é pessoal, a conversão também é pessoal, é uma decisão.

conversão

O mundo nos oferece milhões de coisas, s cada dia uma nova. É o grande lobo que sabe se disfarçar no meio das ovelhas que buscam saciar sua fome fora do rebanho. Aos poucos, uma a uma ele vai destruindo. Deus também nos oferece muitas maneiras de ter uma vida saudável e santa. Para isso, é preciso se decidir por Ele, pois o que vai determinar a conversão de alguém, não é o tempo que a pessoa tem de Igreja, mas é a decisão dela.

Nossa carne se adapta àquilo que vivemos. Se você reza, sua carne se adapta à oração, se você não reza, ela também se acostuma com o pecado.

Falar de conversão nos tempos de hoje, para alguns, parece ser algo muito difícil, distante. Para outros, pode ser o simples fato de ir uma vez por semana ou por mês à Missa, e já basta, sem mais compromissos. Para outras pessoas, a conversão pode significar a ajuda aos pobres, mas sem compromisso com igreja alguma. Para alguns, também pode significar andar com a bíblia embaixo do braço, de forma piedosa.

Olhando para a história do povo no Antigo Testamento, observamos a nudez espiritual em que viviam. Apesar de tudo o que Deus fazia, tirando-os da escravidão do Egito para levá-los à terra prometida em Israel, eles ainda reclamavam, permaneciam com o coração endurecido diante de Deus. Infelizmente, essas características podem ser vistas hoje, no povo do século XXI.

Quando Jesus é questionado pelos fariseus, sobre o fato de Moisés ter autorizado o divórcio para que pudessem se relacionar com outras mulheres, responde: “Foi por causa da dureza do vosso coração que ele autorizou a lei”, (Mc10,2-5). De nada adianta uma pessoa querer se converter se não mudar o coração. É preciso transplantar o coração estragado por um coração novo. “Eu vos retirarei do meio das nações. Dar-vos-ei um coração novo e em vós porei um espírito novo; tirar-vos-ei do peito o coração de pedra e dar-vos-ei um coração de carne”, (Ez36, 24b, 26).

O coração de pedra de que Jesus nos fala é o coração insensível à Palavra de Deus, insensível à salvação, insensível ao pecado, que acha tudo “normal” e que o pecado não é assustador.

A pessoa fica tão distante de Deus que nem percebe. O pecado se torna tão normal para ela que já não tem sequer vergonha de praticá-lo. Para ela, o pecado já se torna uma questão de vantagem.

O coração de pedra não sabe obedecer, fecha-se e fica cego diante do que é sagrado. Para diagnosticar se temos um coração de pedra, basta olharmos para a nossa sensibilidade diante das coisas de Deus. Se você ainda não dá valor ao que é de Deus para mudar sua vida, e só pensa em você, nos seus planos, é porque ainda está vivendo com o coração velho.

O coração de carne que Jesus nos promete é o coração movido pelo Espírito Santo. Quando alguém recebe esse coração novo movido pelo Espírito Santo, ele começa a temer o pecado, ser obediente, valoriza e respeita as coisas de Deus.

No Escrito Amor Esponsal da Comunidade Católica Shalom, o fundador Moysés Azevedo nos mostra que a conversão passa pela adesão pessoal e se deixar inflamar o coração pela pessoa de Jesus Cristo. “ Um coração inflamado por esse amor tudo realiza, a tudo se dispõe”, escreve o fundador. Esse amor esponsal a Jesus Cristo é a entrega total de sua vida, sem medo de nada perder, confiando plenamente em Jesus.

O Amor “gera o esquecimento de si, de sua própria vontade, de seus próprios interesses, de sua própria vida, e cada vez mais o leva a buscar somente a Ele, a vontade Dele, os interesses Dele, a vida Dele, a obra Dele”, afirma Moysés.

O Amor Esponsal nos leva a fazer a vontade de Deus a cada dia. Gera em nós o desejo de entregar nossa vida para ser consumida em favor do Reino de Deus. A entrega e a obediência de Jesus ao Pai, para nos salvar da morte eterna, é o maior exemplo do Amor Esponsal para a nossa conversão e salvação. Shalom! Deus o abençoe.

Francisco Rocha

Comunidade Shalom

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.