Home Formações Formação Humana Conhecer o nosso verdadeiro Pai

Conhecer o nosso verdadeiro Pai

-

“Disse-vos essas coisas para vos preservar de alguma queda. Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que todo aquele que vos tirar a vida julgará prestar culto a Deus. Procederão deste modo porque não conheceram o Pai, nem a mim.” (João 16, 1-3).

jesus-e-o-coracao-de-criancaJesus conscientiza  a seus discípulos sobre os sofrimentos e perigos consequentes do seu seguimento. A causa que provoca esses sofrimentos e perigos não é o chamado em si, mas o desconhecimento, por parte dos homens, do Pai e de Jesus, imagem revelada do Pai, que trouxe o rosto verdadeiro do Pai aos homens, rosto que expressa a plenitude da beleza e do bem que os homens anseiam.

A falta do conhecimento de nosso verdadeiro Pai provoca a carência de uma referência autêntica e leva a procurar outras imagens paternas que nos possam dar segurança, amor e coragem para viver, como: o dinheiro, a supervalorização da nossa imagem, a paixão, o sucesso profissional entre outras; figuras falsas de pai que não sustentam a nossa vida por inteiro e com o tempo são causa de insegurança, desconfiança, medos e violência com os outros.

É necessário conhecer o verdadeiro rosto do Pai, isso fez parte da missão de Jesus Cristo: “Quem me viu a mim, viu o Pai;” João 14,9. Nele temos acesso à imagem verdadeira do Pai, que é misericórdia, amor infinito, bondade, beleza, verdade. Jesus tinha uma grande intimidade com o Pai e dela se alimentava para viver cada momento da sua vida humana, desde as coisas cotidianas às grandes tribulações que viveu. A sua experiência com o Pai o sustentará até o fim, a presença protetora, o amor, a vontade do Pai serão presentes sempre na vida de Jesus.

O caminho que Jesus nos ensinou para crescer no conhecimento do Pai é tornar-nos nEle filhos, querer ser filhos, isto começa com uma atitude de obediência e amor a Deus. Podemos ver o exemplo de Lidia, no Livro dos Atos, em que o seu temor de Deus causou a graça de abrir o seu coração à mensagem do Pai nas Palavras de Paulo: “o Senhor abriu-lhe o coração para atender às coisas que Paulo dizia”  e continua a crescer, como vemos em Maria, que pela sua resposta de fé trouxe a imagem do Pai no ventre.

Talvez nossa realidade não nos estimule a ser filhos mas atrevamos nos a experimentar na confiança das Palavras de Cristo: “Se vós, pois, que sois maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celeste dará boas coisas aos que lhe pedirem.” Mateus 7,11. Descobrindo o verdadeiro Pai não queremos outros e nos comprometeremos com toda força para ser espelho dessa paternidade de Deus para com o nosso próximo, assim o nosso lar e em nossa sociedade terão melhores relacionamentos e não queremos deixar esse Pai Bom: “Se julgais que tenho fé no Senhor, entrai em minha casa e ficai comigo. E obrigou-nos a isso.” Atos 16,15.

José Minchola
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

EDIFICANDO A FÉ NOS CORAÇÕES

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

Ao tornar-se um Construtor da Fé você participa da Obra de Pantokrator e constrói a fé no coração de milhares de pessoas mensalmente atingidas pela nossa Obra. E ainda colabora na estrutura missionária e na formação dos sacerdotes da Comunidade Pantokrator.

×