Vocação – Chamado e Segmento de Jesus Cristo

0

Desde sempre, Jesus na sua missão redentora quis contar com pessoas que, depois de terem tido um encontro pessoal com Ele, encontro este que lhes faça conhecer sua pessoa, sua vida, sua morte e ressurreição, tenham coragem de se decidir por ele. A esta decisão nós chamamos de vocação, um chamado que exige de nós uma resposta.

vocacao-chamado-deus-resposta-homem

No decorrer da história da Igreja muitos homens e mulheres fizeram esta experiência de não só aderir à pessoa de Jesus Cristo, mas de se decidir por Ele. Tal atitude determinada requer daquele que é chamado coragem de abraçar o seu sim e as conseqüências que este sim exige.

Vocação é um dom gratuito de Deus, autor do nosso chamado, uma vez que ninguém pode chamar a si mesmo, mas somente responder a esse propósito que nasce do coração do Pai, que nos chama a viver o seu grande projeto de amor. Este chamado é sempre em vista da missão de levar o homem e a mulher a retomar a origem da vida, que é o Criador. No coração do ser humano existe um vazio que somente o amor puro de Deus pode preencher. O homem precisa encontrar o verdadeiro ideal de felicidade: o Amor. É o ideal maior, absoluto, que dá cor e sabor à vida completando tudo.

Toda vocação tem o seu ápice e sua plena realização na felicidade do outro, pois vocação é um dom que deve ser colocado a serviço da Igreja e da humanidade. Quando Deus nos chama deseja que sejamos outros Cristos, capazes de dar a vida por amor e para o amor. E o amor, sim, nos leva a deixar tudo para ganhar o tudo que é Deus. Como nos diz Santa Teresa, aquele que quer seguir a Cristo, o mínimo que pode fazer é dar a própria vida. Nossa vida tem que ser uma total oferta para Deus, amá-lo sobre todas as coisas, de todo coração, de toda nossa alma, com toda nossa força. Por isso, Ele nos chama a ser todo Dele.

Toda oferta agradável na Bíblia foi feita com o melhor que se tinha: flor de farinha, as melhores frutas, os melhores animais etc. Assim também devemos ofertar o que há de melhor em nós para a construção do Reino de Deus. Jesus nos resgata com seu próprio olhar, que nos deixa sem forças para resistir a esse chamado. Um olhar que penetra a alma, que transborda de amor e nos seduz. E assim não podemos viver como antes, indiferente a esse amor, pois somos impulsionados a correspondê-lo, pois somente assim Deus poderá agir em nós.

Posso citar o testemunho de um missionário de nossa Comunidade: “Foi por Jesus, esse amor de cruz, que aceitei dar minha vida, ou seja, toda minha vida. Mas não é fácil passar pela cruz, como não foi fácil para Jesus beber o cálice dos nossos pecados. Mas só quando existe um amor recíproco ao amor de Deus, se consegue submeter-se ao processo de transformação do homem velho para o homem novo, da morte para a vida, do calvário à ressurreição. Não é fácil morrer a cada dia para as nossas vontades, nossos sonhos e projetos, tudo o que humanamente o mundo nos propõe, mas ao lembrarmo-nos do chamado de Deus, desse amor incondicional, tudo isso fica sem importância e nos renova a motivação, aumentando nossa certeza de que, de fato, tudo valerá quando face a face eu encontrar o meu Amado, quando no Reino do céu eu entrar e estiver nos braços do Pai.
Quando faço a vontade de Deus, ainda que seja difícil, me sinto realizado e o que era dor passa a ser amor.

Hoje tenho a graça de pertencer ao carisma Nova Aliança sendo feliz e realizado por ter este carisma e fazer a vontade do Pai.
Ser Nova Aliança é graça e dom de Deus, pois Ele mesmo me chamou e imprimiu a identidade do carisma em mim; com ele sou chamado a imitar Cristo, viver e amar como Ele e levar os outros ao Pai, restaurando e instaurando o amor de Deus com os homens. Deus nos chama a dar respostas definitivas ao seu chamado e nos forma para que possamos nos consumir por Ele, para sermos fiéis até as últimas conseqüências, assim como Jesus foi obediente e disposto a viver o plano salvífico do Pai. A Igreja necessita de homens e mulheres que queiram dar suas vidas para salvar almas e que respondam à vocação a que Deus os chamou. O Espírito Santo é que nos conduzirá e nos sustentará a cada dia. Deus espera que tenhamos fé como Abraão, que sejamos fiéis como Maria, pois o sim de cada um faz uma grande diferença, assim como o meu sim. Quero a cada dia ser fiel e deixar com que Deus realize seu projeto em minha vida.”(Reginaldo Manoel).

Conforme a Mensagem do Papa João Paulo II para o 40º dia mundial de oração pelas vocações: “Ressoa, ainda hoje, o apelo do Senhor Jesus: Se alguém quer servir-me, siga-me (Jo 12,26). Não tenhais medo de o acolher. Encontrareis, seguramente, dificuldades e sacrifícios, mas sereis felizes por servir,sereis testemunhas daquela alegria que o mundo não pode dar. Sereis chamas vivas de um amor infinito e eterno (…)”, nos revelando que maior é a recompensa para aqueles que se decidem a seguir o Cristo, sendo testemunhas de seu infinito amor.

Magno Fernando José Ferreira
Fundador e Moderador Geral da Comunidade Católica Nova Aliança.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.