TV, STF e o segmento gay.

0

Reportagem publicada no jornal Extra, mostra aquilo que muitas pessoas já sabiam: haverá ainda mais espaços para personagens gays em suas produções. Ao menos na Globo.

Segundo a matéria “o universo gay saiu definitivamente do armário e invadiu a programação”. E isso já pode ser comprovado na nova novela das 21 horas ”insensato coração”que tem vários personagens homossexuais e, conforme a reportagem, de todos os tipos: discreto, engraçado, o que ainda não se descobriu e até careta. A novela fará ainda uma campanha contra a homofobia e trará um personagem homofóbico que irá se apaixonar por um outro homem no final da trama.

— Estamos dando um passo adiante. Os gays sempre foram retratados como marginais e com algum aspecto negativo. É importante agora mostrar a diversidade e levantar questões políticas — diz Julio Moreira, presidente do grupo Arco-Íris.
“Casamento”

Enquanto a união civil ainda encontra barreiras para ser aprovada, a série “Aline”, que estreia em fevereiro, vai mostrar o casamento entre os personagens de Otavio Muller (foto) e Gilberto Gawronski.

No mesmo mês, Fernanda Lima vai comandar um game show só com a participação de gays no programa “Amor e sexo”. Uma nova série na Globo, da dupla Alexandre Machado e Fernanda Young, os mesmos autores de “Os normais”, terá como personagem principal um ex-gay. Já para evitar especulação e polêmica, Gilberto Braga avisa que não terá beijo gay em “Insensato coração”:

— Não temos essa expectativa. Já os direitos da classe serão defendidos pela Sueli (Louise Cardoso), que tem um filho homossexual.

No “BBB”, Lucival, Diana, Daniel e Ariadna (já eliminada) foram escolhidos pela produção do para programa para representar a sigla LGBT (Lesbicas, Gays, Bissexuais e Trangêneros).

Maria Adelaide Amaral levanta a mesma bandeira. A autora de “Ti ti ti” diz que não precisou mostrar beijo gay para deixar claro o afeto entre seus personagens:

— O mais importante é mostrar o dia a dia de um casal gay que se ama. O personagem Juninho acaba nos capítulos finais da novela encontrando seu “grande amor”.

Fonte: Extra

***
Enquanto isso em Brasília…

No Supremo Tribunal Federal, órgão máximo do poder judiciário brasileiro, tramita, quase que sigilosamente, um processo levado pelo governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, que solicita a legalização judicial de casamento entre homossexuais. O pedido do governador foi feito em 2008, quando solicitou a aprovação para que os direitos dados aos casais heterossexuais (pensão, auxílio moradia, previdência…) fossem os mesmos para os homossexuais. Mas ao que tudo indica, Sergio Cabral sabia da repercussão da decisão a ser tomada: em caso de aprovação, TODOS os brasileiros teriam acesso ao recurso e solicitariam sem nenhum empecilho em todo o território nacional. A chance de ser aprovado, segundo informações correntes, é enorme.
O PROCESSO

O processo está será respondido pelo ministro Carlos Ayres Britto – o relator -, que está finalizando a sua justificativa de 32 páginas sobre o assunto, enquanto está de férias. Ela será apresentada aos ministros do Supremo em fevereiro e, de acordo com a informação que está a circular, ele será favorável ao casamento gay. Caso isso ocorra, a sua justificativa apresentará os motivos de tal decisão.

Os ministros, que lerão a justificativa de Carlos Ayres Britto, votarão para que seja decidido, ou não, o casamento no país. O ministro e relator do processo, quando perguntado sobre o assunto, declarou: “É um caso em que não tenho prognóstico. Quem sabe teremos uma bela surpresa?”

Deve-se levar em consideração que os processos que já circularam pelo país, em especial nos estados do Rio Grande do Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul, e permitiram que casais homossexuais se casassem serão colocados diante da decisão a ser tomada.

“Se a tese do casamento gay for consagrada, pega todo mundo”, disse Carlos Ayres Britto.

A Advocacia Geral da União, estruturada pela presidência, encaminhou um parecer ao STF defendendo ser, o governo, favorável ao reconhecimento da união entre pessoas do mesmo sexo.

Blog Shalom – Carmadélio

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

vinte − 9 =