Advogado brasileiro Franz Holzwarth segue em caminho aos altares

0

Após um ano e nove meses de trabalho, a diocese de São José dos Campos (SP) enviará para a Congregação para a Causa dos Santos, no Vaticano, a documentação sobre o Servo de Deus, Franz de Castro Holzwarth, cujo processo para investigação de martírio foi aberto em 6 de março de 2009.

Segundo informou o Portal Canção Nova Notícias, a sessão de encerramento do processo na fase diocesana acontece na próxima quarta-feira, 22, às 15h, no Seminário Diocesano, em São José dos Campos, onde foi instalado o Tribunal, com a participação de padre Paolo Lombardo, membro da Congregação para a Causa dos Santos e do postulador, Paolo Vilotta.

Franz de Castro Holzwarth é natural de Barra do Piraí (RJ) se mudou para Jacareí, na década de 1960 para estudar Direito. Nesta época, conheceu a Associação de Proteção aos Condenados (Apac) e iniciou um trabalho voluntário na evangelização dos detentos. No dia 14 de fevereiro de 1981, uma rebelião na cadeia de Jacareí faz com que Mário Ottoboni, fundador da Apac, e o advogado Franz de Castro participassem das negociações de rendição dos detentos rebelados.

Franz quis trocar de lugar com um refém para acompanhar os detentos na fuga, que é frustrada por um tiroteio, culminando com a morte dos cinco fugitivos e do Dr. Franz. As cenas do tiroteio foram gravadas e a reportagem do fato foi feita pelo jornalista Carlos Nascimento.

Fonte: ACI

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.