Apresentada no Vaticano a JMJ Madrid 2011: Aproximar os jovens de Cristo

0

Esta manhã na Sala de Imprensa da Santa Sé se apresentou a próxima Jornada Mundial da Juventude que se realizará em Madrid em agosto de 2011, um evento que permitirá que muitos jovens se aproximem de Cristo e o descubram como centro de suas vidas.


Na apresentação estiveram o Cardeal Stanislaw Rylko, Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos; o Cardeal Antonio María Rouco Varela, Arcebispo de Madrid e Presidente da Conferência Episcopal Espanhola; o Bispo Josef Clemens, Secretário do Pontifício Conselho para os Leigos; o Bispo Auxiliar de Madrid e Coordenador General da JMJ 2011; e María del Jaureguizar, sub-diretora do departamento de comunicação da JMJ.

O Cardeal Rylko sublinhou que “o Papa insiste muito no fato de que a JMJ não se reduz unicamente a um momento de festa. A preparação deste grande evento e sua continuação necessária na pastoral ordinária são uma parte integrante e decisiva. A festa, o evento em si, atua como uma espécie de catalisador que facilita um processo educativo já em curso. Neste sentido, Bento XVI vê nas JMJ uma resposta profética à emergência educativa do mundo pós-moderno”.

Por sua parte, o Cardeal Rouco afirmou que “a Jornada Mundial da Juventude é uma clara proposta de aproximação a Cristo, e à Sua Igreja para toda a sociedade espanhola. Se conseguimos mostrar a beleza da fé, muitos jovens e não tão jovens descobrirão ou redescobrirão o orgulho e o privilégio imerecido de ser católicos, e a responsabilidade que temos de transformar este nosso mundo em um lugar melhor para todos”.

A JMJ, disse, “será possível graças à ajuda de muitos”. Em primeiro lugar, “dezenas de voluntários permanentes, e –quando se aproximar a semana crucial (16-21 de agosto) – até 20.000 voluntários, espanhóis e internacionais”. Além disso, muitas famílias madrilenhas acolherão peregrinos. Desde o ponto de vista econômico, “a JMJ se apóia em uma vasta plataforma cívica, feita de muito numerosos donativos pequenos, e de contribuições de empresas e instituições (…) que aceitaram ser patrocinadores e se somaram à responsabilidade de organizar a JMJ em benefício da juventude do mundo”.

“Não quero deixar de mencionar –continuou– o positivo clima de colaboração que, desde o começo, cercou-se com as administrações públicas espanholas. A acolhida da JMJ por parte do Governo da nação, da Comunidade Autônoma e da Prefeitura de Madrid foi favorável e operativa desde o primeiro momento”.

Por sua parte Dom Clemens comentou a mensagem do Papa Bento XVI para esta JMJ Madrid 2011 e assinalou que o Santo Padre se refere em primeiro lugar à sua juventude como o tempo da “grande busca” e da “busca daquilo que é grande”. Recorda a época do nazismo, mas suas experiências são de algum modo “transferíveis aos jovens de hoje que, em diversas formas, sentem-se também como “encerrados” em um mundo onde preponderam o consumismo e as relações pessoais apoiadas no interesse”.

A segunda referência é a da juventude como o tempo das grandes decisões, quando o Papa rememora sua decisão de abraçar a vocação sacerdotal: “nas palavras do Papa se reflete a experiência de tantos jovens que sabem muito bem que as grandes decisões, freqüentemente difíceis, devem ser reconquistadas e defendidas. Todos conhecemos a dificuldade tão difundida em nossa época de tomar grandes decisões e permanecer fiéis a ela durante toda a vida. Neste contexto, o Papa indica a virtude e a atitude da fidelidade e a coerência, da disponibilidade e do serviço, como pressupostos para uma vida autêntica”.

Em terceiro lugar, Bento XVI indica qual é a resposta e a guia para toda a vida. “Uma resposta que procede do profundo de seu coração e da experiência de uma larga vida: Deus e a fé nele, e o encontro com Jesus Cristo. O Jesus real, não o de uma hipótese ou de uma teoria científica. Como base existencial brinda a experiência de sua busca pessoal do rosto do Senhor levada adiante e amadurecida em longos anos de estudo, de oração e meditação”.

Por sua parte Dom César Franco explicou alguns dos aspectos organizativos deste importante evento que será muito importante para a Igreja na Espanha já que “assistimos a uma diminuição da prática religiosa entre os jovens. Os últimos dados do Instituto de Estatística assinalam que entre os menores de 25 anos o índice de prática religiosa é inferior aos 10% e que o 48,1% dos jovens se declara católico mas não praticante. Queremos chegar precisamente a eles”.

Finalmente se referiu ao aporte econômico de diversas instituições e do site www.muchasgracias.info que permite a quantos desejem contribuir decidirem a quantidade e o destino de sua ajuda.

ACI Digital

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.