Estes são os temas que o Sínodo da Família confronta durante a primeira semana

0

Durante a primeira semana, o Sínodo estuda os múltiplos desafios que confrontam as famílias: 29 reflexões recolhidas no primeiro capítulo do documento de trabalho. Apresentamos um resumo dos pontos, a fim de facilitar o conhecimento de todos os temas que trata o Instrumentum Laboris e que ajuda no trabalho desta semana.

Sem título 12

Durante estes dias os prelados se perguntarão a respeito das causas do grande número de separações e de divórcios e procurarão maneiras para combater o medo aos compromissos definitivos. Os 270 bispos deverão enfrentar também os desafios que supõem o feminismo radical e a ideologia de gênero para a visão cristã do matrimônio.

Por outro lado, o Sínodo pretende dar uma atenção especial às dificuldades das famílias que vivem situações econômicas e sociais difíceis. Problemas como o desemprego, os salários baixos ou a falta de um trabalho digno poderiam conduzir essas famílias a situações de “exclusão social”.

Outro aspecto que o Sínodo destacará é a necessidade de uma pastoral específica com as crianças e com os idosos, pois estes são os grupos sociais mais expostos à “cultura do descarte” denunciada pelo Papa Francisco.

Do mesmo modo, refletirão acerca do difícil papel das famílias na crise humanitária de imigração, como estruturas que integram e acolhem as pessoas, evitando todo tipo de desenraizamento.

Por último, o documento de trabalho procura debater a respeito da importância de uma afetividade correta, a qual assegure a estabilidade necessária na vida familiar. Como consequência desta reflexão poderia ser criado um futuro programa de formação para os agentes pastorais.

Confira também:

Sínodo da Família: Se esperarem “mudança espetacular” de doutrina, ficarão decepcionados

Via ACIdigital

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.