Estudo revela que pílulas anticoncepcionais alteram cérebro feminino

0

Um estudo publicado pela revista médica Brain Research revelou que o uso de pílulas anticoncepcionais pode alterar o cérebro das mulheres e causar notórias mudanças condutuais.

Segundo a colunista Mara Hvistendahl da Popular Science, o estudo dá evidências às muitas mulheres que se queixam de “não sentir-se as mesmas pessoas” depois de começar a consumir pílulas anticoncepcionais.

É algo que as mulheres e seus companheiros sabem por intuição: “a pílula pode alterar o cérebro feminino, fazendo que uma mulher atue como uma pessoa distinta”.

“As companhias farmacêuticas continuamente lançam anticoncepcionais que contêm doses mais baixas de hormônios e que implica menos efeitos secundários. Mas as mulheres que receberam hormônios podem assinalar os efeitos que sofreram: mudanças de humor, depressão, diminuição da libido (…). Mas embora não o criam, ainda sabemos muito pouco sobre as conseqüências no cérebro de uma mulher que consome hormônios todos os dias”, acrescenta a autora.

O estudo em questão comparou os cérebros das mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais com cérebros de outras mulheres e homens. As consumidoras de hormônios apresentaram mais matéria em algumas áreas do cérebro, incluindo o córtex pré-frontal, associada com atividades cognitivas como a toma de decisões.

Embora os investigadores sugiram que a pílula faz que uma mulher seja mais “cerebral”, para peritos como Craig H. Kinsley e Elizabeth A. Meyer do Scientific American o cérebro funciona como uma “colméia de nervos” e é preocupante que uma parte da colméia possa afetar a outra.

“O fato de que uma região do cérebro se torne maior não significa que uma mulher que consome hormônios seja mais inteligente ou eficaz. Também existe a possibilidade de que seu cérebro saia de controle”, acrescenta a autora.

ACI Digital

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.