Iêmen: 4 missionárias de Madre Teresa mortas em ataque terrorista

0

Extremistas armados do autoproclamado Estado Islâmico teriam atacado o convento da Congregação fundada por Madre Teresa de Calcutá na cidade de Áden, no sul do Iêmen, na manhã ontem, sexta-feira (4). Quatro irmãs Missionárias da Caridade e outros 10 colaboradores locais da comunidade foram mortos.

missionárias de Madre Teresa

Duas das missionárias mortas eram de Ruanda, outra da Índia e a quarta do Quênia. A superiora do convento conseguiu escapar com vida, como também todos os idosos e deficientes que eram hospedados e atendidos na comunidade.

No entanto, os extremistas teriam sequestrado o Padre Tom Uzhunnalil, sacerdote salesiano indiano que vivia na estrutura e que, durante o ataque, estaria rezando na capela. Padre Tom estava no convento desde que sua igreja da Sagrada Família em Áden foi roubada e queimada por homens armados não-identificados no mês de setembro.

Para o vigário apostólico da Árabia Meridional, Dom Paul Hinder, que foi quem deu a notícia, o “sinal é claro: se trata de alguma coisa ligada com a religião”. “A gente sabia que a situação estava difícil e que as irmãs, que no passado foram objeto de ataques mirados, corriam um certo risco”, comentou o vigário.

Todavia, acrescentou Dom Paul, “elas tinham decidido de ficar independente de qualquer coisa que acontecesse, porque faz parte da espiritualidade delas. De resto, estava claro que ‘a região não estava segura’”, finalizou o vigário

Via Rádio Vaticano

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

cinco + 16 =