A autêntica alegria e realização do homem não está no poder, no êxito ou no dinheiro, mas em Deus: Bento XVI na missa de encerramento da sua visita pastoral em Veneza

0

Vaticano, 09 Mai. 11 / 02:14 pm (ACI/EWTN Noticias)

Ao presidir ontem à tarde na Basílica de São Marcos em Veneza (Itália) uma numerosa assembléia para o encerramento da sua visita pastoral diocesana, o Papa Bento XVI destacou que a autêntica alegria e realização do homem não está no poder, no êxito ou no dinheiro, mas em Deus.

Em seu discurso o Santo Padre explicou as palavras de Jesus a Zaqueu: “Convém que hoje fique em sua casa. Desceu rápido e o recebeu”, que “foram o fio condutor dos encontros comunitários” da visita pastoral no Patriarcado de Veneza, o Papa assegurou que “a autêntica realização do ser humano e sua verdadeira alegria não se encontram no poder, no êxito, no dinheiro, mas apenas em Deus”.

“Deste encontro com Jesus nasce uma vida nova para Zaqueu: ele acolhe o Senhor com alegria, descobrindo finalmente a realidade que pode preencher real e plenamente sua vida”.

O Papa pediu à Igreja que está em Veneza que imitasse “o exemplo de Zaqueu”.
“Não tenham medo de ir contra corrente para encontrar a Jesus, de apontar às alturas para cruzar com seu olhar!”, exortou.

Bento XVI animou os presentes a “avançarem confiados no cominho da nova evangelização, no serviço amoroso dos pobres e no testemunho valente nas diversas realidades sociais. Sejam conscientes de que vocês são transmissores de uma mensagem que é para cada homem e para todo o homem; uma mensagem de fé, de esperança e de caridade”.

O Papa fez o convite aos sacerdotes, e também às pessoas consagradas e aos leigos. A estes últimos recordou que a “santidade” não quer dizer fazer coisas extraordinárias, mas seguir cada dia a vontade de Deus, viver verdadeiramente bem a própria vocação, com a ajuda da oração, da Palavra de Deus, dos Sacramentos e com o esforço cotidiano da coerência”.

“Sim, necessita-se fiéis leigos fascinados pelo ideal da santidade, para construir uma sociedade digna do homem, uma civilização do amor!”, exclamou.

“Exorto-vos a não economizar energias no anúncio do Evangelho e na educação cristã, promovendo a catequese em todos os níveis” e a “dedicar uma atenção especial à formação cristã das crianças, dos adolescentes e dos jovens”.

O Papa ressaltou finalmente que “nossa vida espiritual depende essencialmente da Eucaristia. Sem ela, a fé e a esperança se apagam, a caridade se esfria. Exorto-vos, portanto, a cuidar cada vez mais a qualidade das celebrações eucarísticas, especialmente as dominicais”.

Depois de saudar trinta representantes da Assembléia, o Pontífice partiu em gôndola da Praça de São Marcos à Basílica da Saúde.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.