A eternidade diante de nós

2

ELE ESTÁ VIVO. Então, a eternidade está diante de nós. “A eternidade não é uma sucessão contínua de dias do calendário, mas algo parecido com o instante repleto de satisfação, onde a totalidade nos abraça e nós abraçamos a totalidade. Seria o instante de mergulhar no oceano do amor infinito, no qual o tempo – o antes e o depois – já não existe.  Podemos somente procurar pensar que este instante é a vida em sentido pleno, um incessante mergulhar na vastidão do ser, ao mesmo tempo que ficamos simplesmente inundados pela alegria.”  Spe Salvi 12, Bento XVI.

ressuscitou

Celebrar a Páscoa é, pela fé, adentrar essa verdade com a força da atualização do mistério, é esse “mergulhar no oceano do amor infinito, no qual o tempo – o antes e o depois – já não existe”. Na vida, alguns instantes nos inundam de plena alegria que parece realmente que “a totalidade nos abraça e nós abraçamos a totalidade”; somos plenos em nós, na alegria de existir.  Você, com certeza, lembra-se de alguns instantes desses, mas que passaram, e às vezes parece que nunca mais voltarão.

A Notícia da Páscoa é a proclamação que esses instantes, que ficaram para trás na sucessão do tempo, são um vislumbre da eternidade que Cristo alcançou para você. Mesmo que os fatos da vida possam, às vezes, dar a impressão que tudo é destinado ao ocaso, ao fim, e pior, que parece não ter nem mesmo início válido, porque não tem sentido, celebrar a Páscoa é receber o poder de transformar os instantes eternos em eternos instantes que iluminam até mesmo os fatos desastrosos da vida. Se Cristo está vivo, a totalidade abraça todos os instantes, transformando-os misteriosamente em eternos, até o dia em que nada mais será mistério, mas eternidade em ato.

Feliz Páscoa.

André Luis Botelho de Andrade
Fundador e Moderador Geral da Comunidade Católica Pantokrator

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.