Arquidiocese da Paraíba: tudo pronto para o 1º Sínodo

0

A Arquidiocese da Paraíba já está com tudo pronto para seu 1º Sínodo Arquidiocesano. O evento terá início no próximo sábado, 19, às 16h, no Adro da Igreja São Francisco, região central de João Pessoa, e será marcado por missa e show cultural. O evento terá como tema: “A Identidade, a Vida e a Missão da Igreja na Paraíba”, e como lema: “Temos um longo caminho a percorrer”.

O Sínodo se insere nas celebrações pelos 100 anos de elevação da Arquidiocese da Paraíba, que acontecerá especificamente em 2014. Neste contexto, foi realizada uma pesquisa prévia sobre a Igreja da Paraíba junto às esferas eclesiais e aos representantes de diversos setores da sociedade. Durante o sínodo, que seguirá pelos anos de 2012 e 2013, os resultados da pesquisa serão refletidos em diversas etapas e a partir de três comissões: Histórica e Patrimonial; Teológica e Pastoral; e Formação dos Ministérios Ordenados e Leigos.

Em convite aos fiéis para participarem do evento, o arcebispo local, Dom Aldo Pagotto disse: “À luz da Palavra de Deus, do Concílio Vaticano II, da Conferência de Aparecida e das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, o objetivo do Sínodo é avaliar a qualidade da evangelização praticada ao longo dos 100 anos da Arquidiocese e planejar a ação evangelizadora e pastoral e formativa para os anos vindouros”.

Conforme Dom Aldo, dessa forma, o Sínodo pretenderá responder algumas questões na mudança na qual vivemos. Entre as quais “o que Deus quer de nós e da nossa Igreja? O que a sociedade espera da Igreja? Quais serão as propostas concretas para enfrentar tantos desafios? Como a Igreja dialoga e interage com a sociedade? Como atua nos centros de decisão política, nos meios de comunicação, nas universidades, escolas, no mundo do trabalho, enfim, nos ambientes e circunstâncias onde a vida acontece?”, informou.

O prelado informou ainda que, entre outros frutos do Sínodo, a Arquidiocese da Paraíba espera colher “a valorização dos ministérios leigos; a fundação de uma escola de formação teológica e pastoral para leigos; a construção de um centro pastoral; a criação de novas áreas pastorais e construções de igrejas nas periferias; e o compromisso do serviço voluntário nas várias expressões pastorais de transformação social”.

Com informações da Arquidiocese da Paraíba.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.