Aumenta o número de católicos na China

1

A diocese chinesa de Hong Kong está celebrando o Ano dos Leigos e como resposta às exigências deste evento, a Comissão Diocesana para a Construção e o Desenvolvimento publicou recentemente “As Estatísticas da Diocese”.

Este documento apresenta os números sobre paróquias, sacerdotes, religiosos, religiosas, centros educativos e de serviço social além de informações importantes sobre as estruturas e o empenho eclesial em Hong Kong.

A apresentação do levantamento foi feita pelo Vigário Geral da Diocese, Dom Domenico Chang que mostrou um perfil atualizado dos católicos que vivem na circunscrição eclesial. Segundo Dom Domenico, “a Igreja Católica em Hong Kong conta atualmente com 350 mil fiéis locais, aos quais se acrescentam os colaboradores domésticos filipinos e outros estrangeiros, alcançando assim a cifra de 530 mil”.

O relatório apresentado mostra ainda que em 2011, foram registrados 6.200 batismos sendo que a maioria – 3.500 – recebido por adultos. Outro ítem do levantamento afirma que para cada grupo de 2.300 pessoas existe um sacerdote. Há dois anos cada sacerdote se ocupava de 1.200 fiéis, no ano seguinte esta cifra aumentou a 1.715.

O texto também recorda o desenvolvimento da Igreja em Hong Kong, que no período de 1954 a 1974 os católicos aumentaram em cerca de 200 mil, com a chegada dos refugiados de todo o continente.

A Comissão destacou que a publicação constitui uma resposta às exigências do Ano dos Leigos que a diocese está celebrando: “Das estatísticas, resulta um aumento dos fiéis e uma diminuição dos sacerdotes. Disso provém uma solicitação a uma maior e mais profunda colaboração entre sacerdotes, religiosos e leigos para construir juntos a Igreja, sobretudo no Ano dos Leigos”.

Em setembro de 2011, Dom Domenico Chan, anunciou o programa do Ano dos Leigos 2012 para ajudar os fiéis a viver a iniciativa com continuidade e encoraja os fiéis a participar da vida nas comunidades e da formação da fé paroquial.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.