Home Notícias Igreja Padre que se opôs ao regime nazista durante a 2ª guerra mundial,...

Padre que se opôs ao regime nazista durante a 2ª guerra mundial, foi beatificado neste domingo

-

Uma missa de Beatificação do Padre austríaco Carl Lampert foi presidida na tarde deste domingo, na cidade de Saint Martin in Dornbirn, na Áustria, pelo Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato. Padre Lampert morreu aos cinquenta anos por se opor ao regime nazista de Adolf Hitler e era Vice-Vigário da Administração Apostólica de Innsbruck-Feldkirch.

O sacerdote além de se opor ao regime autoritário, testemunhou a fidelidade a Cristo e por isso foi deportado e condenado à morte durante o período de perseguição aos católicos de seu país, durante a Segunda Guerra Mundial. Por três vezes ele foi detido, confinado em dois campos de concentração, exilado e sentenciado à decapitação sob “acusação de espionagem”.

Morreu no dia 13 de novembro de 1944 pronunciando os nomes de Jesus e de Maria, aos quais também dedicou lealdade inquebrantável, tornando-se assim, modelo de amor a Cristo e a Igreja.

O Cardeal Angelo Amato observou que “o martírio é o maior ato de amor a Deus e constitui o caminho mais nobre rumo à santidade”.

Ainda durante a celebração, o Cardeal Amato resumiu o legado deixado pelo novo Beato. “Como o sacrifício de Cristo foi penhor de salvação para a humanidade, assim o sacrifício do Beato Lampert será semente de renovada vida cristã na terra abençoada da Áustria. Um exemplo precioso, sobretudo para as novas gerações austríacas”.

A cerimônia de beatificação foi recordada pelo Papa Bento XVI, após a recitação do Angelus no domingo. O pontífice afirmou que Lampert foi uma figura exemplar “no tempo obscuro do nazismo”, que “viu com clareza o significado da palavra de São Paulo: ‘Nós não pertencemos à noite nem às trevas'”.

Com informações da Rádio Vaticano.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

×