Papa condena relativismo em discurso à Comissão Teológica Internacional

0

O Papa Bento XVI recebeu, no último dia 7 de dezembro, os membros da Comissão Teológica Internacional, presentes em Roma para sua Sessão Plenária Anual. Na ocasião, o Santo Padre exprimiu sua alegria com os trabalhos da equipe, principalmente pela adesão do grupo ao “Ano da Fé” e pela peregrinação à Basílica Papal Santa Maria Maior como encerramento das atividades. “Obrigado por este gesto extraordinário”, agradeceu o pontífice, nomeadamente ao Monsenhor Gerard Muller, presidente da Comissão, e ao novo secretário-geral, P. Serge-Thomas Bonino.

 

Durante sua mensagem, o Papa, citando o documento elaborado pela mesma Comissão no início do ano, “A teologia hoje. Perspectivas, princípios e critérios”, enfatizou “que a teologia é inseparavelmente confessional e racional e que a sua presença dentro da instituição universitária garante, ou deveria garantir, uma visão ampla e integral da própria razão humana”.

Cadastre-se grátis e receba todas as novidades do site por e-mail

O Papa também alertou que é necessário reagir com vigor contra o preconceito que acredita ser o monoteísmo portador da violência, por sua crença na “Verdade”. Contrapondo a essa ideia, o Santo Padre explicou que são justamente o esquecimento de Deus e o relativismo os portadores da violência, e não o contrário. “Quando se nega a possibilidade para todos de referir-se a uma verdade objetiva, o diálogo transforma-se impossível e a violência, declarada ou oculta, torna-se a regra dos relacionamentos humanos”, declarou Bento XVI.

Leia o discurso na integra!

https://padrepauloricardo.org

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.