Imagem brasileira será usada na Missa do Galo no Vaticano

0

Uma imagem de Maria, com o Menino Jesus, será colocada no Altar da Confissão, na Basílica de São Pedro, para a Missa do Galo, na véspera do Natal.

A intenção é ressaltar a relação entre a Santa Virgem e o mistério de Cristo, no altar. A imagem, que faz parte do acervo do Museu do Vaticano, foi doada pelo Presidente brasileiro João Goulart a Paulo VI, quando este foi eleito, em 1963.

A obra, da escola brasileira, data do século XVIII e representa Nossa Senhora de Montserrat e é folheada em prata, com detalhes dourados e policromia original.

O culto a Virgem Senhora do Montserrat remonta aos primeiros tempos do cristianismo e faz referência ao apóstolo São Pedro, que segundo a tradição, levou em sua viagem à península Ibérica uma imagem da Virgem Maria, esculpida em madeira e conhecida como a Senhora Jerusalemitana.

Por volta de 546, na Catalunha, sul da Espanha, um monge chamado Querino fundou um rudimentar mosteiro consagrado à imagem que fora trazida por São Pedro alguns séculos antes.

No tempo das invasões árabes, a imagem foi escondida numa caverna e encontrada no ano 880 por pastores da região, que a levaram de volta ao mosteiro em solene procissão

Em 1881, Nossa Senhora do Monte Serreado se tornou a padroeira oficial da Catalunha.

No Brasil o culto a Virgem de Montserrat chegou com os dominadores espanhóis. Em 1590, D. Francisco de Souza, fiel e fervoroso devoto da Virgem, divulgou o culto da Senhora de Montserrat por onde passou. Foi a Tacagipe na Bahia, a São Sebastião do Rio de Janeiro, e a São Paulo de Piratininga, onde ergueu uma ermida na vila onde se encontra hoje o Mosteiro de São Bento.

Aos passar em viagem pelas capitanias do sul, visitou a de Santos, onde também mandou erguer uma Capelinha em honra a Virgem de Montserrat. A devoção atravessou o tempo até ser declarada oficialmente a padroeira da cidade de Santos.
(CM)

Radio Vaticana

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.