Uma jovem britânica, mãe solteira, se suicidou quase um mês depois de praticar um aborto, “perseguida” pela decisão que havia tomado, segundo informações da imprensa local.

JadeRees_Facebook_04042016

Jade Rees, de 21 anos, tinha um filho de dois anos, de uma relação anterior. Começou um novo noivado no início de 2015 e ficou grávida.

Entretanto, seu noivo terminou a relação e ela, sozinha e passando por uma depressão, se submeteu a um aborto em outubro do ano passado.

No dia 3 de novembro, três semanas depois, a jovem se suicidou enforcando-se em seu quarto. No seu celular escutava a canção “Small bump” (“pequena saliência”) de Ed Sheeran, a qual relata um caso de um aborto espontâneo.

Na canção de Sheeran se escutam frases como “Você era apenas uma pequena saliência ainda não nascida. Por quatro meses, e então foi tirada da vida. E talvez precisassem de você lá em cima. Mas nós ainda não sabemos o porquê”.

Segundo o jornal britânico ‘The Daily Mail’, depois do aborto, Jade ficou “triste e angustiada”. Em uma carta dirigida aos seus pais e ao seu filho pequeno, Jade explicou o sofrimento que enfrentava após submeter-se ao aborto.

Via ACI

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.