Novas escolas cristãs abrem suas portas no Paquistão

0

Apesar dos perigos de ataques, novas escolas abrem suas portas para os cristãos no Paquistão, graças ao trabalho da Masihi Foundation, uma organização que se ocupa em defender os direitos dos cristãos no país e que, entre outras coisas, se ocupou em primeira pessoa do caso de Asia Bibi. Uma dessas novas escolas foi inaugurada em Quetta, Baluchistão, frequentada por cerca de 450 crianças entre cristãos e muçulmanos, constituindo assim um verdadeiro ponto de encontro entre as diversas religiões.

Outra escola foi fundada na France Colony de Islamabad, uma espécie de gueto cristão, onde vivem 600 famílias em condições de extrema pobreza e marginalização e que são vistas, com base no sistema tradicional de castas, como “intocáveis”. Ali são dadas aulas de inglês a cerca de 50 crianças que de outra forma seriam destinadas ao analfabetismo.

“Queremos concentrar todos os nossos esforços na educação – disse à agência Fides o Diretor da fundação, Haroon Barkat Masih – uma obra chave para influenciar as mentes dos jovens e mudar as mentalidades na sociedade, a fim de ocupar espaço dos grupos islâmicos e terroristas que muitas vezes, através de disfarçadas iniciativas educacionais ou assistenciais, manipulam as mentes dos jovens e os encaminham para o extremismo”.

A Fundação também propõe a campanha “Adote um professor”, que convida a contribuir para os custos de um professor da escola. “É nosso dever estar presente para dar à população uma alternativa – enfatizou ainda Masih – um lugar onde se aprende os valores humanos, o respeito mútuo, a dignidade e a sacralidade da pessoa, o amor pela vida, a coexistência e a paz”.

Rádio Vaticano

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.