Papa expressa pesar por atentado no Paquistão e vítimas de furacão no México

0

O Papa Francisco expressou seu pesar pelo atentado contra um hospital que deixou cerca de 70 mortos no Paquistão, na segunda-feira, e também suas condolências pelas 45 vítimas de um furacão no México, no domingo.

Nesta terça-feira, o Cardeal Secretário de Estado Pietro Parolin enviou – em nome do Papa –uma mensagem às autoridades eclesiais e civis do Paquistão com o pesar pelas inúmeras vítimas do atentado suicida no hospital civil de Qetta.

“Profundamente entristecido ao saber das numerosas vítimas do ataque a um hospital em Qetta, o Papa envia suas sinceras condolências aos parentes das vítimas, às autoridades e a toda a nação, enquanto garante as suas orações pelos feridos deste brutal e sem sentido ato de violência”, afirma a mensagem.

Ao menos 70 pessoas morreram e 90 ficaram feridas nesta segunda-feira, após a explosão no hospital no Paquistão, ocorrida logo depois da chegada no local do corpo de Bilal Kasi, presidente da Ordem dos Advogados da província de Baluchistão, assassinado horas antes.

No hospital, cerca de 200 pessoas estavam reunidas para compartilhar o pesar pelo assassinato de Kasi. Segundo a equipe médica, em torno de 60 vítimas do atentado eram advogados. E, nesta terça-feira, representantes dessa profissão em todo o Paquistão entraram em greve como forma de protesto.

Em sua mensagem, o Papa invocou “a todos que estão de luto e que foram afetados pela tragédia, dons divinos de consolação e força”.

Na noite de ontem, o atentado foi reivindicado pela facção talibã Jammat-il-Ahrar (JuA) e, mais tarde, pelo estado Islâmico (ISIS).

Furacão no México

Em um telegrama enviado à Conferência Episcopal Mexicana, o Cardeal Pietro Parolin transmitiu as condolências do Pontífice após a passagem do furacão Earl nos estados de Puebla e Veracruz.

“Diante dos prejuízos causados pelo furacão que provocou numerosas vítimas e ingentes destruições materiais, o Santo Padre expressa seu carinho ao querido povo mexicano, oferecendo os sufrágios àqueles que perderam a vida e manifestando sua proximidade às famílias e sobreviventes”, manifesta a mensagem.

Além disso, o Cardeal declara que, “ao mesmo tempo, Sua Santidade pede ao Senhor que ampare as autoridades e o povo do México e desperte em todos a solidariedade”.

Segundo as últimas informações, a passagem do furacão Earl provocou chuvas e deslizamentos que deixaram até o momento 32 mortos em Puebla e 13 em Veracruz.

Em Puebla, aproximadamente 500 famílias foram levadas para abrigos. Já em Veracruz, mais de 11 mil pessoas foram afetadas e 2.262 casas danificadas.

De acordo com as informações, desde 2013 um fenômeno natural não gerava uma catástrofe desta magnitude no país.

Via ACI

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.