Vaticano: Papa recebe os reis da Bélgica

0

Abordadas problemáticas de caráter internacional, com atenção às perspectivas futuras para a Europa.

O Papa Francisco recebeu nesta segunda-feira no Vaticano os reis da Béligca, Filipe e Matilde. A visita agendada anteriormente para dezembro, foi remarcada em decorrência da morte da rainha Fabíola, esposa do rei Balduino.

É a primeira vez que o casal encontra o pontífice argentino, desde que o rei Filipe de Brabant assumiu o Estado em 21 de julho de 2013, quando seu pai Rei Albert II abdicou.

O Santo Padre, que parecia cansado depois de um final de semana intenso, recebeu-os na biblioteca do Palácio Apostólico. Apesar de grande parte da conversa ter sido em italiano, estava com eles um tradutor. O rei usava um terno azul-marinho e a rainha usava um elegante vestido branco até os joelhos e véu em renda da mesma cor.

Na tradicional troca de presentes, os reis deram ao Papa as figuras do presépio, em porcelana: Menino Jesus, Maria, José, os reis, o burro e o boi. Ao entregar o rei disse: ‘Eu acho que não preciso explicar nada’. Por sua vez, o Santo Padre deu-lhes a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium com a capa em vermelho e dourado.

Em um comunicado, a Sala de Imprensa da Santa Sé afirmou que durante as cordiais conversações, foram destacadas as “boas relações bilaterais entre a Bélgica e a Santa Sé”. E discutidas “questões de interesse mútuo como a coesão social, a educação dos jovens, o fenômeno das migrações e a importância do diálogo intercultural e inter-religioso”.

Destacou-se também “algumas problemáticas de caráter internacional, com especial atenção às perspectivas futuras para o continente europeu”.

Após o encontro, que durou cerca de vinte minutos, os reis se encontraram com o Secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin, acompanhado pelo Secretário para a Relação com os Estados, Dom Paul Richard Gallagher.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

quatro × 1 =