Papa Francisco e Ronaldinho convocam o segundo “Futebol pela paz”

0

O Papa Francisco e o famoso jogador brasileiro Ronaldinho, entre outros, convocaram ontem a nova edição dos jogos inter-religiosos pela paz, o qual acontecerá no dia 29 de maio, no Estádio Olímpico de Roma.

“O Futebol pela Paz quer demonstrar que somos capazes de fazer paz com o jogo, com a arte. Convido todos a este jogo”, afirmou o Santo Padre.

FranciscoRonaldinho_II_Scholas_DanielIbanezACIPrensa_030216
Da esq. para a dir.: Ronaldinho/ José María del Curral / Papa Francisco / Enrique Palmeyro / Bryan Ruiz. Foto: Daniel Ibáñez / ACI Prensa

“Eu realizo isto como um serviço. Uma das definições de Papa é ser o servidor dos servidores de Deus. E por isso estou aqui, por isso aceitei vir. Isto não é uma coisa de proselitismo religioso, quero deixar bem claro: aqui o que interessa é a pessoa humana. O homem e a mulher têm que ser o centro”, ressaltou.

O anúncio foi feito durante o Congresso Mundial da organização Scholas Occurentes, realizado na Casina Pio IV no Vaticano.

Durante a apresentação também estiveram presentes o conhecido jogador costa-riquenho Bryan Ruiz, o presidente da Liga de Futebol Espanhola, Javier Tebas, e o presidente da Conmebol, o paraguaio Alejandro Domínguez, entre outros.

A primeira edição do Futebol pela Paz aconteceu no dia 1º de setembro de 2014, no qual participaram alguns argentinos como Javier Zanetti, Diego Armando Maradona, Diego Simeone, Gabriel Heinze, Mauro Icardi; os colombianos Iván Córdoba, Carlos “o Pibe” Valderrama; o chileno Iván Zamorano; os italianos Alessandro del Piero, Francesco Toldo e Gianluiggi Buffon; o camaronês Samuel Eto’o; entre outros.

Em 2014, Ronaldo do Assis Moreira, nome verdadeiro do Ronaldinho Gaúcho, publicou em sua página oficial no Facebook o convite que recebeu para o evento e embaixo da imagem escreveu: “(Estou) muito honrado e feliz por ter sido convidado a um jogo tão importante no Vaticano, convocado pelo Papa. Muito emocionado!”. Entretanto, o ex-jogador da seleção brasileira não pôde participar da partida.

O momento mais especial do jogo chegou com um vídeo mensagem do Papa, através do qual convidou todos a comprometer-se no diálogo pela paz: “Ao jogar em equipe, cada pessoa se torna mais humana, crescemos mais e, ao jogar em equipe, a competição em vez de ser guerra se transforma em semente de paz, por isso o símbolo desta partida é a oliva”, disse.

Naquela ocasião, o Futebol pela Paz arrecadou 2,5 milhões de euros (2,7 milhões de dólares), que foram destinados a um projeto de assistência médica e educação para menores de Buenos Aires denominado “Uma alternativa de vida”.

A iniciativa do Futebol pela Paz nasceu em abril de 2013, quando o Santo Padre recebeu as seleções de futebol da Argentina e da Itália que fizeram um jogo beneficente.

Javier Zanetti transmitiu ao Pontífice a ideia de organizar um encontro esportivo que unisse pessoas de distintas religiões, uma iniciativa que o jogador argentino apoiou através de sua fundação P.U.P.I.

Via ACI

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.