Papa: “Permear a sociedade com o ‘espírito familiar’”

Na audiência geral, o Papa destacou que na família, os filhos aprendem a necessidade de tecer laços de fidelidade, sinceridade, confiança e cooperação

O Santo Padre Francisco deixou o Sínodo dos Bispos sobre a família na manhã desta quarta-feira para celebrar a Audiência Geral na Praça de São Pedro. Como toda semana, milhares de pessoas provenientes de vários países se reuniram para saudar e ouvir as palavras do Pontífice. O papamóvel passou pelos corredores da praça para que o Papa pudesse ver mais de perto os peregrinos que, entusiasmados, aproximavam-se para pedir a bênção e trocar algumas palavras.

audiencia geral

A catequese de hoje foi dedicada aos temas abordados no Sínodo dos bispos que teve início no dia 4 e termina no dia 25, em Roma. Por isso, no resumo feito em português, o Santo Padre explicou que “tendo iniciado o Sínodo dos Bispos, cujo tema é – A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo -, refletiremos sobre a profunda relação entre a Igreja e a família, com o horizonte aberto ao bem da inteira comunidade humana”.

O primeiro tópico tratado pelo Papa foi a “necessidade de permear a sociedade com o “espírito familiar”. Ele explicou que, “na família, os filhos abrem os olhos para a vida, aprendem que as relações humanas devem edificar-se sobre a aliança livre do amor, aprendem a necessidade de tecer laços de fidelidade, sinceridade, confiança e cooperação e respeito, sobretudo pelos mais necessitados”.

“Com efeito, diante de uma cultura que, de um lado, paradoxalmente, vê-se imersa numa obtusa e árida tecnocracia nas relações de caráter formal e, por outro, convive com uma degradada familiaridade amoral nas relações pessoais, a família oferece uma perspectiva mais humana”.

Francisco destacou ainda que “na família, os filhos abrem os olhos para a vida, aprendem que as relações humanas devem edificar-se sobre a aliança livre do amor, aprendem a necessidade de tecer laços de fidelidade, sinceridade, confiança e cooperação e respeito, sobretudo pelos mais necessitados”.

Ao final, Francisco pediu para rezar pelos Padres Sinodais, “para que, iluminados pelo Espírito Santo, possam dar à Igreja, como família de Deus, novo impulso para lançar as suas redes que libertam os homens da indiferença e do abandono, promovendo o espírito familiar no mundo”.

Em seguida, o Papa cumprimentou calorosamente os peregrinos de língua portuguesa, “particularmente os fiéis da paróquia da Graça. Unidos na oração pelo Sínodo dos Bispos, faço votos de que a vossa peregrinação a Roma fortaleça, no amor divino, os vínculos de cada um com a sua família, com a comunidade eclesial e com a sociedade. Que Nossa Senhora vos acompanhe e proteja!” – disse ele-.

Após o resumo da catequese em várias línguas, o Santo Padre dirigiu uma saudação especial ao Bispo Vincenzo Paglia e aos colaboradores do Pontifício Conselho para a Família. Ele agradeceu pelo empenho na organização do VIII Encontro Mundial das Famílias na Filadélfia.

O Santo Padre também dirigiu uma saudação especial aos jovens, aos doentes e recém-casados. Lembrando que hoje celebra-se a memória de Nossa Senhora do Rosário, ele desejou aos jovens que a esperança que habita no coração de Maria infunda neles a coragem diante das grandes escolhas da vida. Aos doentes, Francisco pediu que a força da Mãe aos pés da cruz os sustente nos momentos difíceis. Aos recém-casados, pediu que a ternura maternal daquela que acolheu Jesus no seu ventre os acompanhe na nova vida familiar apenas começada.

Via Zenit

GOSTOU? COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS!

Tags: , , , , ,

Category: papa

Deixe um comentário

Eventos Campinas Informações