“As tentações matam. A Palavra de Jesus é que nos salva”, diz Papa em homilia

0

papa-verdeResistir à sedução das tentações é possível só quando se escuta a Palavra de Jesus – esta a principal mensagem do Papa Francisco na Missa em Santa Marta nesta terça-feira. Partindo daquilo que diz S. Tiago na liturgia de hoje ao afirmar: “Porque Deus não é tentado pelo mal, nem tenta ninguém”, o Santo Padre deixou claro que as tentações nunca vêm de Deus mas das nossas paixões e debilidades:

“A tentação, de onde vem? Como age dentro de nós? O apóstolo diz-nos que não vem de Deus, mas das nossas paixões, das nossas debilidades interiores, das feridas que deixou em nós o pecado original: dali vêm as tentações, das nossas paixões. É curioso, a tentação tem três caraterísticas: cresce, contagia e justifica-se. Cresce: começa com um ar tranquilo e cresce… O próprio Jesus dizia isto, quando falou da parábola do trigo e do joio: o trigo crescia, mas também o joio semeado pelo inimigo. E a tentação cresce, cresce… E se não a paramos, ocupa tudo”.

S. Marcos relata-nos no Evangelho do dia a experiência dos Apóstolos que se culpavam uns aos outros por só terem um pão a bordo do barco. Jesus intervém e explica-lhes que devem confiar na sua Palavra , recordando-lhes o que tinha já acontecido no passado na multiplicação dos pães. Mas, eles continuavam mais tentados em não parar para pensar e acolher a Palavra de Jesus:“E assim, quando nós estamos em tentação, não ouvimos a Palavra de Deus: não ouvimos. Não percebemos. E Jesus teve que recordar a multiplicação dos pães para fazê-los sair daquele ambiente, porque a tentação fecha-nos, tira-nos a capacidade de ver largo, fecha-nos cada horizonte e, assim, leva-nos ao pecado. Quando nós estamos em tentação, apenas a Palavra de Deus, a Palavra de Jesus nos salva. Ouvir aquela Palavra que nos abre o horizonte. Ele sempre está disposto a ensinar-nos como sair das tentações. E Jesus é grande porque não só nos faz sair das tentações, mas dá-nos mais confiança.”

Esta confiança que nos dá o Senhor – concluiu o Papa Francisco – abre-nos sempre horizontes, ao contrário das tentações que nos fazem viver em ambiente fechado. O Santo Padre pediu para que não nos esqueçamos que o Senhor diz-nos para levantar o olhar, fixar o horizonte e andar para a frente: “E esta palavra salva-nos de cair em pecado no momento da tentação”.

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.