Discernimento vocacional: 10 dicas para você fazer o seu

4

Dedicar-se a uma vocação é buscar realizá-la com perfeição. Seja qual for a sua – ao matrimônio, em uma comunidade cristã, à vida religiosa ou a vida sacerdotal –, viver a vocação é uma entrega total ao plano de Deus para a sua vida. E o discernimento vocacional passa pelo discernimento a luz da oração.

Mas como saber qual é a minha vocação? Como ter certeza daquilo que Deus quer para mim?

Para essas dúvidas, listamos algumas dicas que poderão te ajudar no seu discernimento vocacional.

  • Conheça as vocações

Tomar uma decisão a respeito do que fazer da vida não é fácil. Assim como escolher uma profissão é uma tarefa que exige um mínimo de conhecimento das diversas oportunidades que encontramos nas diferentes áreas profissionais, além do autoconhecimento, ter a certeza da vocação a seguir é ainda mais difícil, pois trata-se do chamado de Deus para a nossa vida. E é difícil justamente pelo fato de que nem sempre percebemos os sinais de Deus, nem sempre ouvimos a voz de Deus nos direcionando. Por isso, o primeiro passo para o discernimento vocacional é conhecer os tipos as vocações que temos na Igreja e suas características.

  • Identifique qual te chama a atenção

Conhecendo um pouco sobre cada umas das vocações, certamente uma delas vai brilhar mais aos seus olhos, por isso,  esteja atento ao seu coração.  Pense cuidadosamente em como seria sua vida em cada uma dessas vocações. Perceba de que maneira você se sente realizado:  se dedicando a uma família, vivendo em comunidade (como membro de aliança ou de vida) ou se dedicando exclusivamente à família de Cristo – a Igreja.

  • Olhe para dentro de si

Busque o silêncio interior para ouvir ao Senhor. Reflita sobre os seus questionamentos. Observe os anseios que você carrega dentro de si. Entregue sua vida nas mãos de Deus e peça a Ele a compreensão e o discernimento dos planos d’Ele para a sua vida.  Sob a luz do Espírito Santo você poderá decifrar os sinais e saberá ouvir a voz de Deus através das pessoas que te cercam.  Muitas vezes a resposta está bem nítida à nossa frente, nós só não estamos atentos para percebê-la.

  • Faça um acompanhamento vocacional

Procure um diretor espiritual ou orientador vocacional para ajudá-lo nesse processo de discernimento. É importante que essa pessoa seja alguém com maturidade na fé, de intimidade com Deus e com disposição para te ajudar a olhar para os anseios do coração e para a vontade de Deus que se apresenta a você. Tenha o coração aberto para aquilo que seu diretor ou orientador te aponta, pois ele, como instrumento de Deus, e pela experiência que possui, é capaz de enxergar coisas que você não compreende ainda com tanta clareza.  Lembre-se sempre de buscar a ajuda do seu diretor espiritual, pois ele será a presença e a voz de Deus te orientando mais de perto.

  • Conheça os carismas

Tendo descoberto sua vocação, é necessário também descobrir o que Deus quer de você a partir dela, como deve servi-lo.  Se a sua vocação é a família, você ainda tem a opção de vivê-la como membro de uma comunidade. Portanto, procure conhecer as comunidades católicas, seu carisma e a maneira como procuram viver a consagração a Deus. Também são muitas as opções quando a sua vocação é a religiosa ou sacerdotal. São diversas as congregações religiosas – para padres ou freiras – e há ainda os seminários diocesanos. Procure conhecer o carisma de cada congregação e observar como vivem a espiritualidade, pois cada uma tem suas particularidades e diferentes missões dentro da Igreja.  

  • Conheça o fundador

Conhecer a história de vida e de fé do fundador de uma congregação ou de uma comunidade lhe revela muito sobre como ela é, seu objetivo e carisma.  Não tenha preguiça de pesquisar, ler e até mesmo conversar com o orientador vocacional das comunidades ou congregações que mais te interessam. Faça quantas perguntas forem necessárias para te deixar seguro da sua escolha.

  • Participe de atividades vocacionais

Esteja informado sobre palestras, retiros e atividades vocacionais nas comunidades. Cada uma dispõe de orientadores e de momentos de oração e lazer para que os vocacionados se aproximem a fim de conhecer melhor seu carisma. Aproveite esses momentos, esteja atento aos detalhes e perceba como você se sente quando está mais próximo de determinada congregação ou comunidade. Lembre-se, os sinais de Deus podem ser bem sutis.

  • Se aproxime daqueles que já trilham sua vocação

O contato com pessoas que já percorreram esse caminho de discernimento vocacional é importante para nos fortalecer e também para nos ajudar a enxergar por qual via devemos percorrer para viver nossa vocação. Faça amizade com religiosos, seminaristas, sacerdotes, freiras, assim como leigos e famílias consagradas. Busque neles a presença de Deus.  

  • Decida o caminho a seguir

Dizer para si mesmo “pronto! já sei qual é minha vocação, já sei por onde trilhar” não é fácil.  Mas é preciso proclamar para si mesmo a decisão que tomou. Essa resolução é um passo na fé. Certamente você passará por momentos em que só enxergará dificuldades à sua frente, e essas dificuldades te trarão dúvidas. É justamente por isso que o ato de afirmar para si mesmo o caminho a seguir te ajudará a vencer as barreiras que aparecerão no viver sua vocação.

  • Se dedique intensamente à oração

Todos sabem da importância da oração, seja por nós mesmos ou pelos que necessitam da nossa ajuda espiritual.  Mais ainda necessitamos de oração quando vivemos o processo de discernimento vocacional ou quando já decidimos de que maneira iremos nos doar ao serviço de Deus. Apenas a oração sustenta a nossa fé e nos dá forças para vencer as dificuldades que se acumulam a cada novo passo em nossa caminhada espiritual. Por isso, não se canse de rezar. A oração é o alimento da alma. É por meio dela que nos aproximamos de Deus, nos deixamos alcançar por Ele e nos tornamos capazes de realizar as obras que Ele nos pede.

Por fim, o discernimento é um dom. E para que possamos alcançá-lo precisamos nos abrir diante de Deus de maneira generosa, sábia e humilde.

4 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.