É possível evitar as distrações na oração?

0
distrações

As distrações durante a oração são algo que todos temos que enfrentar, seja com os pensamentos, memórias ou até mesmo o planejamento do que precisamos fazer. É certo que ao sentar para rezar, um tsunami, se assim podemos chamar, de pensamentos aparecem. Mas o que devemos fazer com eles, para que não atrapalhem nosso momento de intimidade com Deus?

Quando paramos para rezar, entramos em um diálogo com Deus e alimentamos nossa intimidade com Ele, assim como em uma amizade que cresce à medida que se compartilha a vida com o outro. Precisamos lembrar que Deus é um ótimo ouvinte, mesmo com as nossas distrações Ele nos dá atenção. Porém, isso não significa que vamos fazer de qualquer jeito e nos entregar aos nossos pensamentos, mas nos mostra que Deus é bom e acolhe a nossa miséria; então não precisamos entrar em um grande martírio e nos culparmos, tenhamos calma, Ele vê nosso coração.

Podemos criar mecanismos para voltarmos à oração depois das distrações. Um grande exemplo que posso dar é o de fazer atos de fé, que seria usar palavras de afirmação a partir da sua razão, logo não precisa envolver sentimentos ou calafrios, apenas exercite sua fé dizendo em alta voz: “eu creio que Deus escuta minhas orações”, “eu creio que o Senhor se ocupa de mim”. São apenas exemplos, mas você pode colocar na forma que condiz com o que você deseja apresentar para Deus.

Santa Terezinha nos ensina a combater as distrações

“Eu também tenho muitas [distrações], mas assim que dou conta delas, eu oro por aquelas pessoas que aparecem em meus pensamentos e desviam a minha atenção, e, dessa forma, elas se beneficiam das minhas distrações”. Nossa grande mestra nos ensina que mesmo em meio as nossas distrações ainda podemos agradar a Deus e rezar por aqueles que circulam nossos pensamentos, a oração dilata nosso coração. À medida em que fazemos atos de fé e crescemos na intimidade com Deus, vamos transformando tudo em oportunidade para amá-Lo.  

Seja nossos problemas finanças, filhos, a partir do momento em que entregamos tudo a Deus vamos nos esvaziando para receber o TUDO QUE É ELE. As distrações sempre acontecerão, porém, a nossa postura diante delas precisa mudar conforme vamos crescendo na fé, e lembrando sempre que podemos recomeçar inúmeras vezes, mas nunca desistir.  

Juntos até o Céu!

Tayná Barbosa
Postulante da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.