Em Cristo encontramos a nossa identidade

1
identidade

Todo mundo já se perguntou “quem sou eu?” em algum momento da vida. Infelizmente, existem pessoas que passam décadas se questionando e nunca encontram uma resposta. É de fato uma dúvida complexa. Conhecer nossa identidade implica reconhecer a essência e a finalidade da nossa existência e, para isso, é preciso voltar os olhos para quem nos criou. Somente o Criador é quem pode revelar quem sou eu e qual a minha missão, não há outro caminho a ser seguido.

Viver sem conhecer sua identidade faz com que muitas coisas no caminho não façam sentido. Se eu não sei quem sou, não sei de onde vim nem para onde vou. Vivo refém das emoções do momento e não sou capaz de viver uma vida autêntica e santa. Para se descobrir, no entanto, não posso olhar para mim mesmo sem o auxílio do Criador.

A Verdade está em Cristo

Apenas o encontro com Jesus Cristo é capaz de nos revelar quem realmente somos. Cristo é a Verdade por excelência e, através dela, todas as outras verdades são refletidas, inclusive a verdade sobre a minha identidade e a sua. O Senhor nos conhece muito melhor do que nós mesmos, afinal, somos fruto de seu sonho de amor. É aqui que mora a primeira verdade quanto à nossa identidade, e sem ela nenhuma das outras poderia sequer existir: nós somos filhos de Deus.

“Antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento, eu já te havia consagrado, e te havia designado profeta das nações.” (Jeremias 1, 5). Deus revela ao profeta Jeremias que Ele nos formou como filhos e, em seguida, acrescenta a segunda verdade à qual se refere a nossa identidade: existe uma missão que foi confiada a cada um de nós nesse mundo. Enquanto você não a descobrir e tomar posse dela, seguirá vivendo como se algo estivesse faltando.

Minha identidade me revela de onde vim: do seio Divino. Depois, me aponta o caminho para onde devo ir: fui feito para o Céu. É preciso ter coragem para descobrir-se da maneira mais pura e verdadeira, compreendendo os planos de Deus para sua vida e encarando-os com determinação.

Não perca tempo buscando nos outros, em amizades, na família ou amores a resposta que eles não podem te dar. Enquanto não buscarmos em Cristo, seremos frustrados.

Ao tomar posse de quem sou eu, posso enfim entregar minha vida ao Pai. Só é possível dar do que se tem, por isso preciso possuir minha identidade para seguir um caminho autêntico de renúncia e amor a Cristo em todos os aspectos da vida humana. Sou filho de Deus em casa, no trabalho, na faculdade, na rua, nos restaurantes e em qualquer outro lugar onde eu esteja. E só terei o coração completo quando parar de me esconder dessa Verdade, porque só somos realizados quando assumimos aquilo que fomos criados para ser.

Giovana Cardoso
Discípula na Comunidade Católica Pantokrator

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.