Eu vivo como um filho de Deus?

0
vivo

Por algum momento você já se perguntou: “Eu vivo como filho de Deus?”. Se você ainda não tinha se perguntado sobre isso, te convido a refletir seriamente e a encontrar a verdade que está em seu coração, a verdade que só você e Ele sabem a respeito dessa pergunta.

Primeiramente, para se reconhecer como filho de Deus, você precisa ter consciência de que você deve sim se relacionar com Deus, sabendo que Ele é uma pessoa. Deus é vivo e presente em todas as circunstâncias da sua vida e porque é vivo, Ele pode te dar uma vida nova, te livrando de todas as situações de morte que você encontra hoje na sua vida, seja diante das suas dívidas, nas dificuldades enfrentadas no seu casamento, no desemprego, nas suas relações ou em outras áreas de sua vida.

Se diante destas situações de morte você foi aprisionado, tendo seu olhar desviado do olhar de Deus, saiba que hoje Ele quer que você experimente a verdadeira alegria da ressurreição!

Como identificar se vivo como filho?

Quando não se reconhece o lugar de filho de Deus, corre-se o risco de estar vivo para as coisas do mundo, pelos prazeres e paixões desordenadas. Mas saiba que nada e ninguém pode saciar a sede do seu coração, pois o vazio que você traz em seu peito é um lugar que só pode ser ocupado por Deus e por mais ninguém.

Volto para a casa do Pai, vivo como filho de Deus!

Se você ainda traz dúvidas sobre a grandeza do amor que Deus Pai tem por você e se não acredita que Deus cuida de você o tempo todo, saiba que você tem um Deus Soberano que tem por você um Amor Poderoso e Ciumento!

Creia que você é muito amado por Deus e que nenhum amor humano, por maior que seja, poderá te amar com o mesmo amor com o qual Deus te ama!

Enquanto me preparava para escrever esse texto, Deus colocou a passagem do filho pródigo em meu coração e assim como o filho pródigo foi acolhido por seu pai de forma tão amorosa, saiba que Deus te acolhe hoje, com o mesmo amor do pai que se alegrou com a volta de seu filho, como na passagem: “Mas o pai falou aos servos: Trazei-me depressa a melhor veste e vesti-lha, e ponde-lhe um anel no dedo e calçado nos pés. Trazei também um novilho gordo e matai-o; comamos e façamos uma festa. Este meu filho estava morto, e reviveu; tinha se perdido, e foi achado. E começaram a festa.” (Lc 15, 22-24)

Que ao término deste texto, você possa viver essa mesma experiência como a do filho pródigo e voltando para a casa do Pai, possa dizer verdadeiramente: “Eu vivo como filho de Deus!”

Que pela intercessão da Virgem Santíssima, você reconheça cada vez mais o seu lugar de filho no coração de Deus.

Deise Castro
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.