Permanecer em Cristo

0
permanecer

Um dos mais belos convites que Jesus nos faz é o de permanecermos unidos a Ele. Esse convite diz respeito à nossa existência, pois um ramo que não permanece unido ao tronco de origem, fatalmente morrerá (cf. João 15,5-6).

Permanecer unido à Cristo é garantia de alegria plena: “Eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena” (Jo 15,11); alegria que pode ser experimentada mesmo nos momentos mais exigentes da vida, porque há a certeza de que estamos unidos Àquele que nos é fiel e que nunca nos abandona.

Permanecer significa conservar-se, insistir com perseverança, persistir. Neste sentido, o convite do Senhor é para que nos conservemos unidos a Ele, insistamos e persistamos em Sua presença. Cristo quer que perseveremos na busca de nos mantermos unidos a Ele.

Convido você a se perguntar e pensar por um instante: “Onde tenho permanecido? Onde tenho fixado meu coração?”

Às vezes estamos enxertados nas preocupações, nas pessoas, no pecado, no passado, menos em Cristo. Se chegarmos a essa conclusão podemos escolher voltar para o Senhor e pedir para que Ele, por misericórdia, nos enxerte novamente n’Ele.

O Senhor não deseja que apenas passemos por Ele, mas que estejamos unidos a Ele. Isso não significa, obviamente, que ficaremos o dia todo recolhidos em oração, porque temos outros afazeres que precisamos cumprir com responsabilidade. Permanecer é lembrar que dependemos de Deus, que nossa vida vem d’Ele, que em tudo precisamos de Seu auxílio e graça e sem Ele não somos capazes de produzir frutos.

Os evangelhos nos ensinam que Jesus passava horas em oração na presença do Pai. Depois, partia para cumprir Sua missão, mas sempre com o pensamento voltado para o Pai. Quantas e quantas vezes Jesus referia-se ao Pai em Suas falas. Ele era apaixonado pelo Pai e não podia esquecer-se d’Ele.

Quem ama permanece sempre unido à pessoa amada, não somente fisicamente, mas de coração. Mesmo distante, traz quem ama nos pensamentos e se lembra com frequência daquele por quem nutre amor.

Como permanecer unido?

“Encorajo-vos a permanecer unidos ao Senhor Jesus, através da escuta da Palavra, da prática sacramental, da vida fraterna e do serviço aos outros”, ensina-nos o papa Francisco (Vaticano, 25 de abril de 2019).

Podemos dizer, então, que além da vida de oração – escuta da Palavra e prática sacramental, a união e serviço aos outros – é também expressão da permanência em Cristo, pois, como nos ensina São João, “aquele que não ama seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê” (1 Jo 4,20). Assim, se queremos estar sempre unidos a Deus, estejamos em paz com os outros.

Por fim, podemos nos perguntar: Como saber se estou realmente unido ao Senhor?

O próprio Jesus nos responde: “Aquele que permanece em Mim e Eu nele, esse produz muito fruto; porque sem Mim nada podeis fazer (Jo 15,5).

O grande sinal de que permanecemos unidos à Cristo são os bons frutos que produzimos. É impossível estarmos unidos à Ele e não produzirmos nada ou produzirmos maus frutos, porque tudo o que vem de Deus é bom.

Peçamos, pois, humildemente: “Senhor, dá-me a graça de permanecer em Ti. Se por algum motivo eu me desprendi de Ti, por misericórdia, enxerta-me novamente em Teu coração para que eu tenha vida e seja plenamente feliz. Que por Ti eu seja capaz de produzir bons frutos e amar a todos aqueles que se aproximarem de mim. Amém”.

Edvandro Pinto
Consagrado da Comunidade Católica Pantokrator

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.