Como viver uma vida com sentido?

2
vida

Viver uma vida com sentido é viver com uma direção, um objetivo. Hoje em dia é muito comum se viver os dias de modo distraído, automático, correndo atrás de resolver urgências e/ou pendências, de olho no relógio. Para quem vive sem encontrar o verdadeiro sentido de sua vida, o tempo passa, a vida avança, o vazio aumenta. Viver de reação em reação ao que a vida lhe traz ou ao que as próprias consequências de seus atos lhe impõem, cansa. Agimos pouco, reagimos muito e nesse cansaço podemos optar por soltar o freio e seguir o ritmo do “deixa a vida me levar”, iludidos de que uma hora as coisas vão melhorar!

Se eu continuar reagindo da mesma maneira, as coisas não vão melhorar. Se eu começar a agir, as coisas podem sim melhorar, pois a verdadeira mudança começa a partir de nós. Porém, infelizmente, viver a vida se tornou sinônimo de curtição, de diversão, como se ela estivesse aí pra ser divertida e não vivida em sua grandeza e profundidade. Penso que a vida deve ser levada mais a sério, porém com bom humor. Como então fazer nossa vida “valer a pena”? Primeiro, encontrar seu sentido, seu significado, sua missão. A vida só é realmente bem vivida se há um sentido verdadeiro, não inventado. O sentido da vida está intimamente ligado à verdade, ele deve ser descoberto e não criado, isto é, ele já está ali, a vida humana tem seu sentido.

Onde está o sentido da vida?

Esse sentido está para além de modismos ou livros de autoajuda; além das confusões com metas e objetivos profissionais ou conquistas pessoais. Essas confusões têm levado muitos à tristeza, ao vazio, ao suicídio. Não somos seres meramente materiais, possuímos uma alma espiritual, o que nos difere de todos os animais; sendo assim, quem coloca o sentido de sua vida nas coisas materiais e temporais, acaba na frustração. Isso porque nós não somos daqui, e tudo o que é material e passageiro nesta terra não é capaz de satisfazer nossos desejos mais profundos: nem as coisas, nem as situações e nem as pessoas. Nossa alma é eterna e temos sede de eternidade, de algo maior que nós mesmos, algo que este mundo não pode nos dar – tudo aqui é passageiro, vulnerável e finito. Sendo assim, o sentido da nossa vida, nossa direção, deve estar além daqui:

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim.” Jo14,6

Jesus Cristo é o sentido da vida humana e de todo o criado. Ele veio nos abrir a entrada para a verdadeira vida que o pecado havia fechado. Ele é a própria Vida e o Caminho para ela, Ele é a Verdade encarnada e a ponte que nos leva ao Pai, ao Céu, à eternidade para a qual fomos criados, à Glória de Deus, infinitamente maior que nós mesmos e sem fim. Sim, a glória de Deus é a felicidade eterna que tanto buscamos nesta terra, mas que só encontraremos além dela, pois não cabe aqui; ultrapassa o tempo, transcende o espaço, sustenta a existência.

Ele é o sentido!

Sei que muitos pensam que a vida humana é fruto do acaso, mera evolução da espécie, e que na morte, tudo acaba. Não há sentido nisso, pois sinceramente, todo ser humano busca algo além. Uma vaca ou um sapo não precisam de sentido para viver, mas um ser humano sim, e creio que certos questionamentos que nos fazemos como “O que eu vim fazer aqui?” ou “quem sou eu?”, provam esta verdade: não, não acaba aqui. Toda ciência só é possível porque Deus existe, porque há uma Inteligência que comanda como as coisas devem ser, evoluir, se desenvolver. Se não há uma lógica, um padrão, não há ciência; se as coisas cada vez se comportam de uma maneira, não há como prever e agir. A alma humana está doente se cada vez se comporta de uma maneira, de acordo com a moda, se não tem um claro objetivo, ou se o altera o tempo todo desperdiçando suas energias buscando sempre novidades.

A felicidade está na descoberta do sentido da vida, e quem se encontra com O sentido da vida se fortalece, e, aí sim, estabelecer e bater metas trazem satisfação, mesmo que ainda não plena; porém se sabe que a cada meta alcançada, mais próximo se estará do objetivo. O objetivo do cristão é estar unido a Cristo, estar unido a Deus, seu Bem maior.  Ele é Tudo. Ele é o Sentido pleno de nossa existência, nossa verdadeira e eterna felicidade! Sendo assim, quaisquer sentidos ou objetivos menores que Deus, nos levarão cedo ou tarde à frustração.

O sentido da vida é único.

Não foi à toa que os mártires deram suas vidas, pois sabiam que seu objetivo estava a um passo de ser alcançado! Não foi à toa que tantos santos passaram por tremendas provações e dificuldades para serem fiéis a Cristo. Eles descobriram O Sentido, eles bateram as metas, eles atingiram o objetivo! Por isso são exemplos a serem seguidos.

“Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé.” II Timóteo 4, 7

Depois de tudo o que coloquei, vale ressaltar que o sentido da vida é único, porém é descoberto na intimidade da alma de cada pessoa. Cristo se revela a cada um de modo particular e revela também sua missão de vida. Por isso a Igreja é una, mas com grande variedade de carismas, como bem nos explica São Paulo em 1Coríntios 12:

Porque, como o corpo é um todo com muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo”

“Felizes descobertas!”

Rosana Vitachi
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

17 − 4 =