Quer maturidade? Busque o sacrifício!

1
maturidade

Para alcançarmos a maturidade humana e da fé, precisamos buscar o sacrifício. Pensar em sacrifício na nossa sociedade atual é uma proposta que pode dar calafrios, pois estamos muitas vezes envolvidos e até acostumados a viver em uma cultura que exalta o prazer e o bem-estar e que, infelizmente, forja cada vez mais homens e mulheres apáticos, voltados pra si, imediatistas, avessos ao sofrimento.

O caminho da perfeição passa pela cruz

É necessário romper esse torpor e reagir! Para crescer precisamos lutar com todas as nossas forças e com força do alto. A Sagrada Escritura vai dizer: “O Reino dos Céus é arrebatado à força e são os violentos que o conquistam” (Mt 11, 12). Já o Catecismo da Igreja Católica (CIC) no parágrafo 2015 enfatiza: “O caminho da perfeição passa pela cruz. Não existe santidade sem renúncia e sem combate espiritual. O progresso espiritual envolve ascese e mortificação, que levam gradualmente a viver em paz e na alegria das bem aventuranças”.

Você mesmo já deve ter testemunhado pessoas que viveram grandes tribulações e que não se deixaram vencer, mas aquela situação foi um divisor de águas, essas pessoas saíram fortalecidas e transformadas.

Qual sacrifício Deus me pede?

Chega um momento que precisamos parar e fazer uma auto-avaliação da nossa vida. E deixar que Espírito Santo revele o que precisa ser mudado de forma concreta. Em algumas situações, até temos a consciência das nossas misérias, no entanto, não temos força para concretizar essa mudança. É o Espírito que nos capacita com seus dons e virtudes. Não tenhamos receio de pedir ajuda. Precisamos nos reconhecer pequenos e necessitados.

“Renunciai à vida passada, despojai-vos do homem velho, corrompido pelas concupiscências enganadoras. Renovai sem cessar o sentimento da vossa alma e revesti-vos do homem novo, criado a imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade” (Ef 4, 22-24).

Pode ser que Deus te peça mais tempo na sua vida de oração, a renúncia de vício ou de uma atitude, o desapego de algo, penitência, ou compromisso firme com a verdade, ou permita situações de perseguição… Não tenha medo de avançar as águas mais profundas, de unir o seu sacrifício ao sacrifício redentor de Cristo. Ele nos amou até o fim, carregou sobre si nossas dores e nos encoraja a perseverar.

São Paulo percorreu esse caminho, que saiu de uma infantilidade para alçar a maturidade da fé. Todo o seu ser estava integrado à vontade de Deus. Ele se deixou moldar. “Aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei viver na penúria, e sei também viver na abundância. Estou acostumado a todas as vicissitudes: a ter fartura e a passar fome, a ter abundância e a padecer necessidade. Tudo posso naquele que me conforta” (Fil 4 , 11-13).

Dedique tempo

Gastamos o nosso tempo no trabalho, nos afazeres de casa, com atividades de lazer, com cursos, nas redes sociais. E quanto desse tempo é gasto para crescer na fé? É preciso aproveitar todas as ocasiões para deixar Deus nos formar. Tenha tempo para a vida de oração, para os sacramentos, para cura interior e psíquica, para o aprofundamento da fé, para terapia, cuide-se.

A missão que Deus confiou

Quanto mais maduro eu sou, mais colaboro com a missão que Deus me confiou. Sim, Deus quer se utilizar de toda a nossa potencialidade. Como um terreno fértil que dá frutos abundantes. Quantas pessoas Deus pode alcançar com a sua maturidade? Com a sua decisão hoje? Já parou para pensar nisso? Não perca tempo. Que Nossa Senhora interceda por nós!

Andressa Aparecida da Silva
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.