Você tem desejo de céu?

0
Céu

Nós vivemos num mundo que nos faz sempre querer avançar, lutar por aquilo que queremos, dar o máximo de si para alcançar uma vitória na vida, ser alguém! Mas você já se perguntou o quanto você deseja ir para o céu? Se essa pergunta não surgiu ainda em seu coração, eu te convido a refletir sobre isso.

Como cristãos, devemos pensar sim nesse desejo de ir para o céu. E se quero ir, o que devo fazer para alcançar essa graça? Como todas as coisas que queremos conquistar, é necessário esforço, sacrifícios e atitudes concretas para andarmos nessa direção de santidade.

Somos filhos amados de Deus, mas somos pecadores. Todos nós somos. Mas podemos viver uma busca de santidade que vai além de simplesmente se reconhecer pecador, que exige de nós uma busca constante de se redimir, de pedir perdão e de se lançar novamente na imensa misericórdia divina que nos espera de braços abertos.

Creio verdadeiramente que devemos ter uma estratégia de busca de santidade e de alimentar esse desejo de maneira concreta, com atitudes concretas. A vida de oração é o melhor caminho para isso!

Vivendo a vida de oração, podemos nos fortalecer e entrar em conexão com Deus de maneira plena. Segundo Santa Teresinha: “Como é grande o poder da oração! É como uma rainha que em todo o momento tem acesso direto ao rei e pode conseguir tudo o que lhe pede.” E isso é verdadeiro, é real!

“Para alcançarmos essa vida feliz, a verdadeira Vida nos ensinou a orar.” (Santo Agostinho)

Para viver essa vida de oração, basta você conversar com Deus, nas mais diversas situações de sua vida. Separar momentos para estar com Ele, falar com Ele e se abrir. Não tem segredo! Muitas pessoas dizem que não sabem rezar, que não sabem como fazer diante de Deus, mas tenho a certeza de que Deus ouve a mais simples oração. O mais importante é abrir o coração e mergulhar nessa incrível experiência de amor.

“Quanto mais nos damos a Deus, mais Ele Se dá também a nós!” (Santa Elisabete da Trindade)

Essa relação com Deus deve ser algo constante, sincero. Quanto mais me abro a Ele, mais os efeitos da Sua graça virão em minha vida. E Ele se faz presente de diversas maneiras, precisamos estar atentos porque, nas coisas mais ordinárias, estão as mãos de Deus. Não podemos deixar passar batido, temos que buscar uma atenção maior para perceber as mãos d’Aquele que salva, purifica e nos transforma e nos leva neste caminho para o céu.

Estamos vivendo aqui na terra, mas sabemos que isso tudo é passageiro e que o fim maior para os que creem é o céu. É como se estivéssemos numa peregrinação de volta para a casa do Pai e, para que isso aconteça de forma vitoriosa, temos que ter coragem e saber usar da nossa liberdade de escolher o bem ao invés do mal.

O Maligno vai sempre tentar nos desviar e fazer com que vivamos de maneira superficial a nossa relação com Jesus Cristo. Assim fica mais fácil, pois ele tem armas poderosas para nos manipular e assim levar a nossa alma cada vez mais distante de Deus. Devemos combater de forma eficaz e concreta esse maligno que pode aparecer de diversas formas e em diversas situações.

Temos que lembrar sempre que Cristo já venceu o poder do maligno, Ele já venceu todo o mal através da sua entrega na cruz!

“Mas, em todas essas coisas somos mais do que vencedores por meio daquele que nos amou.” Romanos 8,37

Sinto também que existe uma coisa muito importante a fazer para caminharmos e crescermos no desejo do céu. Precisamos aceitar a vontade de Deus em tudo que Ele permite acontecer. Muitas coisas não entenderemos e até ficaremos assustados, mas a confiança na Sua vontade deve estar bem alimentada para que Ele possa agir com liberdade em nossas vidas e para que sejamos transformados através de todas as situações que Ele permitirá.

A vontade de Deus para nós será sempre um mistério. Posso escolher acolher esse mistério e progredir nas provas e dificuldades ou parar no questionamento que vejo muitos fazerem hoje em dia: “Se Deus existe, porque Ele permite isso?”

Esse tipo de questionamento não nos leva a lugar nenhum, somente à dúvida e ao medo. E a fé baseia-se na confiança! Eu confio em Deus e isso tem que me bastar! Mesmo que eu não entenda o que Ele permite. Um Deus perfeito não pode ser imperfeito em momento algum.

A confiança em Deus pode nos levar a viver uma nova vida, sem medo e com fé!

Quando vivo na confiança não coloco meus desejos em primeiro lugar, mas sim os desejos de Deus para mim. Se eu confio e me entrego, Ele pode usar das mais diversas situações ruins e me mostrar o caminho para o céu.

 Vou dar um exemplo: podemos ter sonhos, esperanças e desejos nas nossas vidas que não se realizarão. Isso pode nos desanimar totalmente, mas se vivermos na confiança, nos lançamos na graça da vontade de Deus, aí damos autorização para Deus agir nessas situações e nos dirigir para uma outra direção que está debaixo de Sua vontade. Fora da minha vontade pessoal, mas dentro da vontade daquele que tudo sabe e conhece. E estar aí nos levará a desejar cada vez mais o céu na sua totalidade.

Faço um convite para orarmos essa pequena oração de Pio VII que nos ajudará a nos abandonarmos em Suas mãos poderosas e cheias de vida:

 “Senhor, fazei comigo o que desejais. Que a vossa vontade seja sempre feita. Eu só desejo o que desejais. Eu desejo sofrer o que vós quereis. Desejo morrer em vosso amor e em perfeita conformidade com vossa santa vontade. Em vossas mãos entrego meu corpo, minha alma, minha vida e minha morte. Amo-vos, ó meu Deus. Amém.”

Que Deus nos sustente cada vez mais e nos faça ter sede e fome do céu. Que Ele nos ajude a dar passos concretos e firmes nessa direção e que a Virgem Maria interceda por cada passo nosso e nos mantenha em pé, como ela esteve ao lado da cruz do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!

Deus nos abençoe!

Leila Engels
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

 

 

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.