Decida por qual direção você quer conduzir a sua vida

1
vida

Escute aqui a transcrição dessa matéria

Todos nós, em muitos momentos da vida somos confrontados a fazer escolhas e tomar decisões. Existem as pequenas decisões como a roupa do dia, o que comer, qual filme assistir. E também as grandes, que definem rumos do futuro e podem mudar completamente o curso da vida, como qual profissão seguir.

As faculdades da razão e vontade, que são exclusivas do animal racional, fazem com que esse processo, próprio da vida humana, ocorra constantemente. Um cavalo, uma flor ou uma porta não passam por esse processo, apenas os seres humanos. E, Deus quis assim, para que toda a criação fosse submetida aos homens e que eles reinassem sobre ela. Somos filhos criados à Sua imagem e semelhança a fim de participarmos de Sua glória.

“Tu o fizeste um pouco menor do que os anjos e o coroaste de glória e de honra. Tu o fizeste dominar sobre as obras das tuas mãos; tudo sujeitaste debaixo dos seus pés.” (Salmo 8, 5-6)

É necessário que não nos esqueçamos, em primeiro lugar, de que Deus nos fez inteligentes e racionais para que usufruamos dessa condição ordenando nossa vida para o bem, para o belo e para o verdadeiro. Isso significa exercer a liberdade de filhos de Deus e de cumprir a finalidade de nossa existência conforme o projeto de Deus.

Somos capazes de escolher com nossa própria inteligência e decidir com nossa vontade. É possível observar na atualidade que muitas pessoas abriram mão de sua capacidade de escolha e estão sendo levados por inúmeras ideologias que ferem a dignidade da vida humana e levam ao estado de pecado.

O pecado original tirou a capacidade de sermos semelhantes à Deus e aquilo que nos torna humanos ficou ferido. A razão e vontade se tornaram fracas e limitadas e, desta forma, podendo levar a decisões ruins. Quando não optamos pelo bom, belo e verdadeiro não estamos sendo filhos de Deus, estamos optando por nossa própria ideia e virando as costas para Deus que é a Sabedoria.

Vida, escolhas e liberdade

Para que sejamos filhos de Deus de fato, como Ele deseja que sejamos, é necessário ordenar nossa liberdade a fim de que nossas escolhas sejam coesas. A liberdade é algo que ninguém pode nos tirar, nem mesmo Deus. Entretanto, a partir dela as opções que tomamos são nossas e é preciso ser maduros para suportar as consequências. Não se pode culpar ninguém pelas escolhas ruins que fazemos, especialmente o pecado.

A primeira decisão, a fundamental, a mais importante portanto é a de não pecar. Apenas unidos à Deus podemos ordenar todas as áreas de nossas vidas para o que é bom, belo e verdadeiro sem nos deixar levar por nada que fere nossa dignidade. O pecado corta a amizade com Deus, nos torna escravos de nós mesmos e longe de Deus fica impossível viver como filho de Dele. Longe de Deus é impossível ser um bom profissional, um bom pai, um bom cidadão e claro, um bom cristão.

Todo cristão que busca uma vida de harmonia com Deus está sob a luz do Espírito Santo, pois é Ele o grande movimento de Deus em nós. Ele vem em socorro à nossa incapacidade e nos ajuda a exercer nossa liberdade com clareza. Se não convidamos o Espírito para nos ajudar, corremos o risco de decidirmos por nós mesmos e ir para longe da felicidade que Deus tem para nós. Longe de Deus ficamos estagnados, apáticos e com a sensação de que nada dá certo.

Pode ser que você esteja vivendo um grande drama, uma vida de pecado ou se sente estagnado em alguma área. O curso da tua vida só mudará quando deres o primeiro passo com a ajuda do Espírito, para discernir por qual caminho seguir.

O primeiro passo!

O primeiro passo sempre vem de nós, porque Deus não invade a nossa liberdade e não realiza nada sem a nossa permissão. Portanto, é preciso querer ser ajudado por Deus e pedir ajuda sempre, o tempo todo, seja para retomar uma direção ou para encontrá-la. Ser dependente Daquele que sabe mais do que nós aquilo que é o melhor, porque nos ama. Aqui entra um processo de humildade e submissão, para que haja de fato uma obediência à Deus.

Sempre teremos diante de nós duas direções, a de seguir com Deus e a de seguir a nossa própria vontade. De ser guiados pelo Espírito ou pelas nossas próprias forças; de viver segundo o mundo sugere ou segundo a vida do Deus.

Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus”. (Colossenses 3, 1-3)

A escolha é nossa e a decisão também. Isso significa que não basta escolher, precisa ser decidido por aquilo que se escolheu e ir até o fim. Como disse São Paulo na carta aos colossenses, a verdadeira vida está escondida em Deus e portanto, seguir Cristo sempre será a melhor escolha. Nem sempre a vida com Deus é a mais fácil, aliás, digo que é a mais difícil, é a vida da porta estreita como o próprio Jesus nos disse. (cf. Mateus 7, 13) Entretanto, a partir do nosso compromisso com Ele, o próprio Espírito vem em nosso auxílio todo o resto se encaixará no seu devido lugar. Confiemos e apostemos nessa verdade.

“Eis que a Palavra está muito próxima de ti e fácil de assimilar: está na tua boca e no teu coração, por isso poderás obedecer a ela e vivê-la em teu dia-a-dia! Eis que hoje estou colocando diante de ti a vida e a felicidade perenes, ou a morte, destruição e infelicidade!” (Deuteronômio 30, 14-15)

Que o Espírito Santo nos ajude a permanecer firmes na decisão por Deus para um dia chegarmos ao céu!

Luciana dos Santos Ronqui
Consagrada da Comunidade Católica Pantokrator

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui.

8 − 2 =